Negócios e Empreendorismo

Primeiro shopping virtual do mundo é português

Já nasceu o primeiro centro comercial virtual do mundo e é uma criação integralmente portuguesa. O BrandsBreeze permite aos clientes comprar online em várias lojas num só espaço.
Versão para impressão
Já nasceu o primeiro centro comercial virtual do mundo e é uma criação integralmente portuguesa. Chama-se BrandsBreeze e permite aos utilizadores fazerem as compras que desejarem através do site do shopping, compras que serão entregues em suas casas num prazo máximo de três dias.
 
O BrandsBreeze abriu em finais de Novembro do ano passado e está disponível para o público nacional e espanhol. Até agora, este centro comercial inovador oferece aos clientes um total de 12 lojas num só espaço, afirmou um dos responsáveis pelo projeto ao Diário Económico.
 
“Estão a funcionar para o mercado ibérico 12 lojas” e a previsão é a de que, durante este mês, sejam abertas “mais 8 lojas”, entre as quais lojas populares de acessórios e perfumaria, vinhos e mesmo uma bilheteira, explicou Miguel Diniz ao jornal.
 
“O objetivo até final da estação é completar os dois primeiros pisos do shopping, ou seja, 24 lojas, e começar a próxima estação, Primavera-Verão 2012, com três pisos completos, 36 lojas”, acrescentou.
 
O funcionamento do BrandsBreeze é bastante simples: os interessados apenas precisam de aceder ao site, escolher a loja que desejam visitar e, depois, consultar o catálogo que lhes é apresentado. Após a compra, os produtos adquiridos são entregues em casa dos clientes para maior comodidade.
 
Embora as compras online já sejam relativamente vulgares, Miguel Diniz defende que este projeto se destaca das lojas das diferentes marcas, uma vez que o BrandsBreeze permite uma compra mais abrangente.
 
“Numa loja monomarca estamos limitados somente ao tipo de produto que a marca vende. Quando vamos para um centro comercial, com uma oferta vasta, podemos comprar, por exemplo, o chamado 'look' total, desde o chapéu, passando pelo têxtil aos sapatos e aos acessórios e ainda encontramos produtos e serviços”, frisou o responsável.
 
É esta oferta vasta que o centro comercial virtual pretende oferecer, à semelhança do que acontece com os shoppings físicos. Ainda segundo informações avançadas ao Diário Económico, o objetivo é vir também a entrar noutros segmentos além da moda, nomeadamente eletrónica, livros e supermercado.
 
Até ao momento, os responsáveis não arriscam fazer um balanço das compras já efetuadas no BrandsBreeze, mas salientam que o site já conta com 10 mil utilizadores registados.

Clique AQUI para aceder a este centro comercial virtual.

 
[Notícia sugerida por Maria Manuela Mendes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório