Ciência

Primeiro monitor portátil para detetar falhas cardíacas

Nexcor é o nome do monitor cardíaco portátil que promete salvar vidas. Ligado a uma central de controlo, o aparelho vigia o doente em tempo real e consegue detetar irregularidades cardíacas, através de quatro elétrodos colocados no peito.
Versão para impressão
Nexcor é o nome do monitor cardíaco portátil que promete salvar vidas. Ligado a uma central de controlo, o aparelho vigia o doente em tempo real e consegue detetar irregularidades cardíacas, através de quatro elétrodos colocados no peito. 

Este é o primeiro monitor cardíaco portátil inteligente, desenvolvido no Brasil, que permite enviar eletrocardiogramas à distância, localizar doentes e detetar precocemente problemas de coração.


Trinta e seis horas antes de uma pessoa ter um ataque cardíaco, o coração começa a dar sinais desse acontecimento. Foi com base nesta ideia que o brasileiro César Margarida, engenheiro de software, desenvolveu este projeto de monitorização que funciona 24 horas por dia.
 

Ao detetar anomalias no sistema cardíaco do paciente, o aparelho ativa um sinal de alarme para a central e um cardiologista é imediatamente destacado para ficar à disposição do paciente.

O Nexcor possui um intercomunicador, que permite que o utilizador fale diretamente com um médico, e um sistema GPS para localizar o paciente – caso se sinta mal – e enviar uma ambulância. O aparelho tem também um acelerómetro capaz de detetar quando a pessoa desmaia.

Foram 40 os profissionais que desenvolveram este produto durante cinco anos – entre médicos, engenheiros, desenhadores e cientistas – num trabalho conjunto entre a organização sem fins lucrativos Flextronics Instituto de Tecnologia (FIT), a empresa Corcam e o Hospital do Coração, localizado em São Paulo.

Como afirma, no vídeo de apresentação do equipamento, Otávio Berwanger, médico do Hospital do Coração, “esta tecnologia pode ser bastante útil para médicos, pacientes e sistemas de saúde, no rastreamento e deteção precoce de problemas cardíacos importantes,” pois tem um “resultado confiável e preciso, comparável aos métodos tradicionais.”

O aparelho, que deve começar a ser comercializado ainda este ano, foi testado em mais de 160 doentes do Hospital do Coração. Prevê-se que o aparelho chegue também em breve aos mercados europeus e norte-americanos e possa ser alugado por um valor de 230 euros por semana.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub