Cultura

Prémio “Programação Cultural” para Coimbra e Évora

Coimbra e Évora são as cidades vencedoras do Prémio Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) para a Melhor Programação Cultural Autárquica de 2011. O prémio será atribuído já na próxima segunda-feira, no Centro Cultural de Belém.
Versão para impressão
Coimbra e Évora são as cidades vencedoras do Prémio Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) para a Melhor Programação Cultural Autárquica de 2011. O prémio será atribuído já na próxima segunda-feira, no Centro Cultural de Belém.

Maria José Santos, vereadora da Cultura na Câmara Municipal de Coimbra, disse à Lusa que “o reconhecimento de uma instituição de grande prestígio, como a SPA simboliza quase um ’selo de qualidade’ da programação cultural” da cidade. 

Segundo a vereadora, este prémio é um incentivo à “autoconfiança e autoestima” do departamento de Cultura da autarquia.

Entre os vários eventos culturais realizados na cidade, destaca-se a comemoração dos 900 anos que assinalaram a concessão do floral à cidade pelo Conde D. Henrique e D. Teresa. O Festival das Artes é outro evento que promoveu as artes plásticas, escultura, teatro, música, literatura, etc.

Évora: dar vida ao património edificado 

Já Évora candidatou-se ao prémio com a comemoração dos 25 anos da classificação do Centro Histórico da cidade como Património Mundial da Humanidade.

Cláudia Pereira, vereadora da Cultura de Évora, refere à Lusa que o objetivo da autarquia “foi dar vida ao património edificado que temos, promovendo atividades nos núcleos museológico e monumentos”.

Reconhecida desde 2011 como “cidade educadora”, a cidade alentejana tem agora um programa de incentivo à visita de monumentos: “Évora percursos e memórias”. Segundo Cláudia Pereira, “são 25 monumentos em volta dos quais há lendas, que começaram a ser visitados no âmbito de rotas criadas”.

O número de visitantes ao Palácio D. Manuel (11.521), ao Núcleo Museológico da Casa da Balança (5.512) e à central elevatória de águas (4.702) também contribuem para a distinção da cidade pela SPA.

A vereadora de Évora vê neste prémio “um estímulo para os serviços da autarquia e para todas as instituições e agentes culturais”, referindo o desejo de que “ganhem ainda mais visibilidade”.

Para além da atribuição de prémios, a III Gala do Prémio Autores, apresentada por Catarina Furtado, será palco de atuações de Sérgio Godinho, Carlos do Carmo, Lúcia Moniz, João Reis, Adriana, Amor Electro e de uma orquestra de 15 elementos, dirigida pelo maestro Jorge Costa Pinto, que prestará uma homenagem ao compositor Pedro Osório.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório