Sociedade

Pré-escolar: Portugal acima da média da OCDE

A taxa de crianças no pré-escolar em Portugal superou a média da OCDE em 2008, segundo um relatório divulgado esta terça-feira: 72,3% das crianças portuguesas com idades entre os 3 e os 4 anos estão inscritas em estabelecimentos de educação pré-escol
Versão para impressão
A taxa de crianças no pré-escolar em Portugal superou a média da OCDE em 2008, segundo um relatório divulgado esta terça-feira: 72,3% das crianças portuguesas com idades entre os 3 e os 4 anos estão inscritas em estabelecimentos de educação pré-escolar, face à média de 71,5% registada em toda a OCDE.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o Ministério da Educação refere que “o resultado alcançado por Portugal beneficia do esforço do Governo e das autarquias na expansão da rede da educação pré-escolar, condição fundamental para o estabelecimento de igualdade de oportunidades no acesso à educação”.

De acordo com o relatório “Education at a Glance 2010”, o número de jovens matriculados, entre os 15 e os 19 anos, atingiu, também pela primeira vez, a média da OCDE, correspondente a 81%.

O Ministério sublinha ainda a “extraordinária evolução de Portugal” no que diz respeito à percentagem de população com o ensino secundário: “47% dos portugueses com idades compreendidas entre os 25 e os 34 anos têm como escolaridade mínima o ensino secundário, mais 3 pontos percentuais do que no ano anterior [2007]”, refere o comunicado.

Outro destaque é dado à dimensão das turmas nacionais; “nos primeiros seis anos de escolaridade, a dimensão das turmas é de 18,6 alunos”, contra os 21,6 alunos da média da OCDE, vantagem que também se verifica no terceiro ciclo do ensino básico, onde, em Portugal, as turmas rondam os 22,2 alunos, enquanto a média da OCDE chega aos 23,7 alunos.

Quanto ao número de alunos por professor, o Ministério lembra que “é dos mais baixos dos países da OCDE” – 11,3 contra os 16,4 para a média da OCDE.
Já no terceiro ciclo do ensino básico, “a relação é de 8,1 alunos por professor, enquanto nos países da OCDE a média se situa nos 13,7”, aponta a tutela, acrescentando que “no ensino secundário, o número de alunos por professor é de 7,3, valor muito distante da média dos países da OCDE (13,5)”.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório