Sociedade

Portugueses pedalam 1.200 km por causa solidária

Dois portugueses vão percorrer mais de 1.200 quilómetros até Santiago de Compostela, para angariar fundos a favor da Associação Médicos do Mundo. De 27 de Julho a 12 de Agosto, pela iniciativa Rumo a Santiago, os dois aventureiros vão unir forças em
Versão para impressão
Dois portugueses vão percorrer mais de 1.200 quilómetros até Santiago de Compostela, para angariar fundos a favor da Associação Médicos do Mundo. De 27 de Julho a 12 de Agosto, pela iniciativa Rumo a Santiago, os dois aventureiros vão unir forças em prol de uma causa solidária.
 
Norberto Henriques e José Frazão são dois amigos que partilham o gosto pela prática de BTT e decidiram juntar-se para pedalar juntos na terceira edição do Projeto Rumo a Santiago. Ao longo de 1.260 quilómetros, o professor de Engenharia Informática e o militar querem angariar 1.500 euros para ajudar a Médicos do Mundo.
 
O objetivo é financiar, durante um ano, o combustível necessário para a deslocação da equipa de rua desta associação ao bairro Quinta da Fonte, na Apelação, no concelho de Loures.
 
Uma vez por semana, esta unidade móvel presta apoio medicamentoso e psicológico no bairro. Para além da distribuição de preservativos e da promoção individual de informação e educação para a saúde, o projeto encaminha ainda os beneficiários para estruturas de referência a nível social e de saúde. 

Iniciativa da Médicos do Mundo está ameaçada
 

A iniciativa está em risco de ser suspensa devido à falta de financiamento e de donativos, que se agravou com a atual conjetura social e económica do país. Apesar dos pedidos de ajuda serem cada vez mais, a intervenção da Médicos do Mundo junto de quem mais precisa começa a ser ameaçada.
 
Para evitar que isso aconteça, os dois ciclistas amadores vão percorrer os Caminhos de Santiago, em 17 etapas que serão divididas pelo Caminho do Norte, entre Epílogo a Fisterra e do Caminho Central Português até Barcelos, já no regresso a Portugal.
 
Este ano será percorrido um dos trajetos mais difíceis de até agora, nomeadamente na Rota do Caminho de Santiago da Costa. Os dois aventureiros portugueses vão ter de ultrapassar o difícil e acidentado relevo do norte de Espanha e a intransitabilidade de alguns dos troços. 
 
A expedição tem partida marcada para 26 de Julho, até Irún, onde no dia seguinte tem início a primeira etapa, até Zarautz. 

A chegada a Santiago de Compostela está prevista para 08 de Agosto e o epílogo Santiago-Muxia-Fisterra a 9 e 10 daquele mês. A 11 de Agosto, os dois portugueses voltam a Santiago de Compostela para regressar a Portugal. 

Clique AQUI para aceder ao site da iniciativa Rumo a Santiago e AQUI para aceder à página da Associação Médicos do Mundo.

Notícia sugerida por Elsa Fonseca

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub