Mundo

Portugueses equipam ambulâncias na Venezuela

Uma empresa criada na Venezuela por emigrantes portugueses radicados naquele país tem vindo a equipar, gratuitamente, desde há 18 anos, as ambulâncias do Estado venezuelano de Miranda, localizado a sul de Caracas.
Versão para impressão
Uma empresa criada na Venezuela por emigrantes portugueses radicados naquele país tem vindo a equipar, gratuitamente, desde há 18 anos, as ambulâncias do Estado venezuelano de Miranda, localizado a sul de Caracas. 
 
A revelação foi feita esta quarta-feira à agência Lusa por José Carlos Gouveia, presidente da empresa Oxigénios Medicinais JMS 2000. “Desde há 18 anos que, através dos bombeiros dos Altos Mirandinos, a minha empresa está a equipar (gratuitamente) todas as ambulâncias que transitam por este Estado”, contou.
 
De acordo com o responsável, a companhia especializada em oxigénio medicinal, industrial e gases para refrigeração equipa, periodicamente, entre 30 a 50 viaturas com botijas que são recolhidas e distribuídas pela corporação de bombeiros local.
 
Além de presidente desta empresa, José Carlos Gouveia é também secretário da Câmara Venezuelana Portuguesa de Comércio e Turismo dos Altos Mirandinos e foi designado, recentemente, presidente da Academia do Bacalhau – espaço de tertúlias que promove os valores lusos associando-se a ações de solidariedade – daquela localidade, inaugurada há cinco meses.
 
“A Academia surgiu porque começámos a ver que há muitas necessidades aqui na zona, entre a nossa comunidade e não só, [pelo que esta] é uma maneira de angariar fundos para assistência social”, salientou.
 
Os Altos Mirandinos são uma das regiões de Miranda e albergam  cerca de 40.000 dos 60.000 residentes daquele estado venezuelano.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub