Inovação e Tecnologia

Portugueses criam prateleiras inteligente

Surfaceslab é uma solução mundialmente inovadora que faz automaticamente o inventário de produtos. A invenção, desenvolvida por duas empresas portuguesas, foi lançada na CeBIT, a maior feira mundial das novas tecnologias de informação, que se real
Versão para impressão
Surfaceslab é uma solução mundialmente inovadora que faz automaticamente o inventário de produtos. A invenção, desenvolvida por duas empresas portuguesas, foi lançada na CeBIT, a maior feira mundial das novas tecnologias de informação, que se realizou na Alemanha entre 2 e 6 de março.

A Vicaima,
líder nacional na produção de portas interiores, situada em Vale de
Cambra, e a Creativesystems, que desenvolve soluções integradas de
automatização e optimização de fluxos de informação, de São João da
Madeira, juntaram-se para criar a Surfaceslab, cuja patente foi pedida
há cerca de um ano.

Esta solução abre novas perspectivas na gestão de stocks, interacção com consumidores e leituras online, com aplicação evidente em livrarias, bibliotecas, lojas de calçado, vestuário, multimédia entre muitos outros formatos de retalho.

O produto resulta de vários anos de pesquisa e desenvolvimento entre a indústria e a área académica, em particular com o Instituto de Telecomunicações (Lisboa), e está com já à espera do registo de patente internacional.

As superfícies são desenvolvidas e estruturadas de forma a permitir que qualquer objecto identificado com uma etiqueta RFID (com micro-chip integrado) e assente nessas superfícies seja identificado. O recurso a esta tecnologia torna esta solução muito económica, uma vez que exige apenas um reader para ler um elevado número de pontos de leitura (por exemplo prateleiras).
         
A Surfaceslab é uma solução que confere um elevado grau de adaptabilidade aos diferentes projectos, sendo muito eficaz em livrarias assim como no retalho onde existem produtos expostos em prateleiras ou outras superfícies.

“O desenvolvimento do conceito Surfaceslab® surge como resposta a uma necessidade identificada no mercado de ter inventariação “online”. Esta inovação tecnológica permitirá criar a verdadeira “internet das coisas” onde todos os objectos comunicam a sua localização e estado”, explica em comunicado Francisco Teixeira e Melo, da Creativesystems.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório