Cultura

Portuguesa vence festival mundial de estátuas vivas

Uma portuguesa foi a grande vencedora do VIII Festival Mundial de Estátuas Vivas, que decorreu este fim-de-semana em Arnhem, na Holanda. Helena Reis sagrou-se campeã do mundo entre 150 estátuas provenientes de vários países.
Versão para impressão
Uma portuguesa foi a grande vencedora do VIII Festival Mundial de Estátuas Vivas, que decorreu este fim-de-semana em Arnhem, na Holanda. Helena Reis sagrou-se campeã do mundo entre 150 estátuas provenientes de vários países que competiram em três categorias: amadores, profissionais e crianças.
 
Helena Reis conquistou o prémio, no valor de dois mil euros, graças a uma figura intitulada “Becoming”, uma estátua viva que mostra uma mulher nua que parece estar a ser esculpida num bloco de pedra. Com a sua performance, a portuguesa deixou para trás os concorrentes que chegaram à fase final do concurso, originários da Bélgica, Roménia, Honduras e Ucrânica, além da estátua vencedora anfitriã, da Holanda. 
 
Helena Reis, natural do Porto, descreve a figura que representou como “um ser humano, esculpido, nu”, que se “funde” com a rocha. “Uma metade presa e uma metade inevitavelmente livre. Pois no cerne da pedra adivinham-se pulsações, as esperanças respiram e a imobilidade da escultura que invoca o movimento que irá dar sentido à obra”, escreveu na sua página do Facebook, onde deu a conhecer as fotografias da performance.
 
Esta não é a primeira vez que o talento da portuguesa é reconhecido. Em 1999, Helena Reis conquistou o Prémio Especial do Júri e o Prémio do Público no Encontro de Estátuas Vivas de Espinho, proeza que repetiu, este ano, na edição mais recente do evento. 
 
Clique AQUI para aceder à página de Helena Reis no Facebook e conhecer mais sobre o trabalho da artista e AQUI para conhecer o site do festival.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório