Ciência

Portuguesa lidera centro de investigação nos EUA

O novo Centro para a Análise de Decisão em Energia e Alterações Climáticas, criado na Carnegie Mellon University (CMU), em Pittsburgh, será dirigido pela portuguesa Inês Lima Azevedo. O organismo visa ajudar os consumidores e a indústria na tomada de
Versão para impressão
[Foto © Ciência Hoje]

O novo Centro para a Análise de Decisão em Energia e Alterações Climáticas, criado na Carnegie Mellon University (CMU), em Pittsburgh, será dirigido pela portuguesa Inês Lima Azevedo. O organismo visa ajudar os consumidores e a indústria na tomada de decisões nas áreas da energia e das alterações climáticas.

Contando com um fundo de investimento de seis milhões de dólares por um período de cinco anos, a entidade pretende colaborar com organizações públicas e privadas no desenvolvimento e implementação de estratégias de proteção dos frágeis ecossistemas marinhos, face às emissões de carbono oriundas dos geradores de electricidade.

“Pretendemos desenvolver novos métodos inovadores para dar apoio aos nossos `stakeholders´ quando confrontados com decisões importantes relacionadas com as alterações climáticas e com as progressivas alterações nos sistemas energéticos”, explica Inês Lima Azevedo, citada pelo portal Ciência Hoje.

“Iremos também trabalhar simultaneamente no desenvolvimento de novas teorias e métodos que sustentem a tomada de decisão em ambientes de maior incerteza”, acrescenta ainda a cientista portuguesa.

Além do novo cargo que agora desempenha, Inês Lima Azevedo é também investigadora e professora no Departamento de Engenharia e Políticas Públicas (EPP) da CMU. Em 2009 terminou o seu doutoramento na CMU, instituição com forte ligação às universidades portuguesas através do Programa Carnegie Mellon Portugal.

[Notícia sugerida pela utilizadora Raquel Baêta]

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub