Cultura

Português ilustra selos para coleção da ONU

Fernando Correia, biólogo e docente do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro, acaba de assinar uma coleção de selos da Organização das Nações Unidas (ONU) dedicada a espécies ameaçadas.
Versão para impressão
Fernando Correia, biólogo e docente do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro, acaba de assinar uma coleção de selos da Organização das Nações Unidas (ONU) dedicada a espécies ameaçadas. O português foi um dos três ilustradores convidados pela ONU a nível mundial, a par da italiana Sara Menom e da canadiana Emily Damstra. 
 
De acordo com informações avançadas pela Universidade de Aveiro, Fernando Correia, que ocupa também o cargo de diretor do Laboratório de Ilustração Científica daquela instituição, concebeu quatro ilustrações científicas de mamíferos noturnos, nomeadamente o Tapir asiático, o Eulemur mongoz, o gato-de-cabeça-chata (Prionailurus planiceps) e o Aie-aie (Daubentonia madagascariensis). 
 
No total, a emissão filatélica, composta por 12 selos e lançada no dia 10 de Outubro no mercado norte-americano e internacional pelo United Nations Postal Administration (UNPA) representa a 21ª coleção dedicada às espécies ameaçadas emitida desde 1993, ano em que arrancou esta série de selos que se tem transformado numa das mais apreciadas pelos colecionadores de todo o mundo. 
 
Esta nova edição é dedicada a vertebrados noturnos que estão em risco de desaparecer em breve caso não sejam tomadas medidas urgentes em prol da sua conservação. A UNPA procura, desta forma, sensibilizar o mundo para se protegerem as espécies animais e as plantas que se encontram à beira da extinção, quer por razões diretamente ligadas a ações do Homem, quer, por exemplo, devido à poluição ou à destruição do habitat.
 
“Uma vez que a minha formação de base é a Biologia procurei imprimir um cunho especial às minhas ilustrações, tentando atualizar não só o design, como mostrar, em todos eles, um pormenor da sua ecologia ou biologia, indo além da clássica figuração da espécie em causa, em corpo inteiro”, explica Fernando Correia, citado pelo jornal online da Universidade de Aveiro.
 
Segundo o ilustrador, “tal decisão e estratégia representou um desafio assaz difícil”. “Além de concentrar, num primeiro momento, a atenção do leitor sobre a cabeça destes animais – uma constante em todas as quatro ilustrações – procurando dar destaque aos olhos que são a imagem de marca de animais noturnos, mostrei, por exemplo, como o Aie-aie se alimentava utilizando aquele seu esguio e comprido dedo, ou como o padrão da cria do tapir é tão diferente da sua progenitora”, exemplifica Fernando Correia. 
 
De realçar que a ilustração do Tapir-asiático feita por Fernando Correia foi ainda escolhida de entre todos os outros trabalhos para figurar na capa do álbum “2013 Endangered Species Annual Collection”, especialmente criado para reunir os 12 selos e a informação sobre cada uma das espécies. 
 
De acordo com a Universidade de Aveiro, “a excelência, a correção e o pormenor das ilustrações do docente” foram “reconhecidos e elogiados” não só pelo diretor de arte da UNPA, Sergio Baradat, mas também pela chefe do departamento de gráficos e comunicação daquela entidade, Rorie Katz.
 
Clique AQUI para conhecer todos os selos da coleção e para ver em mais detalhe as ilustrações de Fernando Correia. LINK: http://unstamps.un.org/unpa/products/Endangered_Species_2013/US_1.10/Mint/index.html

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório