Cultura

Português eleito 3.º melhor fotógrafo do mundo

Eduardo Leal ficou em 3.º lugar no Sony World Photography Awards 2015, o maior concurso de fotografia do mundo, na categoria "Profissional - Campanha". O português foi selecionado entre mais de 87.000 candidaturas.
Versão para impressão
O fotógrafo Eduardo Leal ficou em terceiro lugar no Sony World Photography Awards 2015, considerado o maior concurso de fotografia do mundo, na categoria “Profissional – Campanha”. O português foi selecionado entre mais de 87.000 candidaturas naquela categoria.
 
Eduardo Leal, um fotógrafo documental 'freelancer' e residente em Londres, participou com uma série de imagens intitulada “Plastic Trees”. Este trabalho chama a atenção para o efeito dos sacos de plástico no ambiente e foi captado no Altiplano Boliviano. O anúncio foi divulgado na cerimónia de gala dos Sony World Photography Awards 2015, realizada esta quinta-feira em Londres.
 
Na qualidade de terceiro classificado, Leal terá o seu trabalho exposto na Exposição dos Sony World Photography Awards 2015 na Somerset House, em Londres, e as suas fotografias serão publicadas na edição de 2015 do livro dos Sony World Photography Awards.

O vencedor da categoria Profissional Campanha foi o fotógrafo francês, Sebastian Gil Miranda, tendo o fotógrafo britânico, Jonathan Syer, ficado em segundo lugar.

Mais de 180 mil imagens de 177 países

Atualmente na sua oitava edição, os Sony World Photography Awards apresentam todos os anos os melhores trabalhos fotográficos contemporâneos do mundo, numa ampla variedade de géneros.

De inscrição gratuita e aberta a fotógrafos com qualquer nível de experiência, é uma competição de peso na indústria fotográfica e atrai talentos emergentes e artistas reconhecidos.


A edição de 2015 dos prémios registou um número recorde de candidaturas, com 183.737 imagens de 177 países, reiterando a sua posição como o maior concurso de fotografia do mundo.

Sobre o fotógrafo e a série finalista

Eduardo Leal é um fotógrafo documental freelancer, cujo trabalho incide sobretudo nas questões sociais, políticas e nas tradições da América Latina. Tem um Mestrado em Fotojornalismo e Fotografia Documental e o seu trabalho já foi publicado em vários países. 
 
Em 2013 e 2014, foi eleito Coup de Coeur pela l'Association Nationale des Iconographes no festival Visa pour l'Image, em Perpignan. Também em 2014, foi finalista nos prémios fotográficos de Kuala Lumpur.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório