Ciência

Português desvenda genoma de rato imune a cancro

NULL
Versão para impressão
Um investigador português, da Universidade de Liverpool, concluiu o primeiro estudo completo sobre a sequência do genoma do rato-toupeira-nu, descobrindo que este animal possui uma resistência especial a doenças – nomeadamente a cancros – e também parece imune à velhice, podendo vir a contribuir para o estudo do envelhecimento humano.  

Segundo o jornal Público, esta investigação envolveu as mais recentes tecnologias de sequenciação genética da Universidade de Liverpool e do Centro de Análise do Genoma de Norwich, ambos no Reino Unido.

A equipa que realizou este estudo foi liderada por João Pedro de Magalhães, um jovem investigador português.

O Heterocephalus glaber, mais conhecido por rato-toupeira-nu, vive cerca de três décadas, quando um rato normal vive apenas quatro anos, e aparentemente é imune a doenças como cancro e sem apresentar, também, sinais de envelhecimento.

Os cientistas estão a analisar o que leva o animal a resistir às doenças o que pode explicar porque motivo alguns seres, nomeadamente os humanos, são mais suscetíveis a doenças como o cancro.

Os resultados estão também a ser disponibilizados à comunidade científica. “O rato-toupeira-nu fascina os cientistas há muitos anos”, sublinha o jovem investigador citado pelo jornal Público.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta e Teresa Teixeira]  

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório