Inovação e Tecnologia

Português cria sistema de localização “low-cost”

Um investigador português desenvolveu um sistema de localização de baixo custo que pode ser aplicado a pessoas, bens e animais.
Versão para impressão
Um investigador português desenvolveu um sistema de localização de baixo custo que pode ser aplicado a pessoas, bens e animais. Luís Figueiredo, docente do Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e coordenador do projeto Magic Tracking, explica que o dispositivo foi criado a pensar, especialmente, “em pessoas que sofrem de Alzheimer, que facilmente perdem o sentido de orientação, deixam de conhecer os locais onde estão e se perdem”.
 
O Magic Tracking é, portanto, um dispositivo “de localização para pessoas ou bens que utiliza o sistema global de posicionamento através de satélite, mais conhecido por GPS”, conta o seu criador à agência Lusa. Segundo Luís Figueiredo, o sistema “funciona como um relógio” e permite, por exemplo, aos familiares, detetar o paradeiro das pessoas desaparecidas, visualizando a sua localização no computador, através do Google Earth. 
 
Apesar de ter a ideia inicial ser destinada à localização de familiares, Luís Figueiredo acredita que o dispositivo poderá ter também grande utilidade para instituições que cuidam de idosos e estão preocupadas com a segurança dos utentes. Através da aplicação daquele sistema durante saídas e passeios, por exemplo, os vigilantes saberiam “sempre onde é que estava cada uma das pessoas”.
 
De acordo com o coordenador, o Magic Tracking tem ainda potencialidade para, no futuro, ajudar caçadores a evitar o extravio de cães durante as caçadas. “Com um dispositivo destes acoplado à coleira do cão, facilmente podem recuperar o animal e isto sempre a custos extremamente reduzidos”, observa.
 
Na verdade, é o preço a maior vantagem deste equipamento. Embora, admite Luís Figueiredo, o sistema não seja “uma novidade”, distingue-se pelos “preços” e pelas “funcionalidades”, permitindo proteger familiares, amigos, animais, automóveis e outros bens com custos anuais “extremamente baixos”. 
 
O responsável adianta que os equipamentos são comercializados pela empresa MagicKey, sediada no IPG, a preços que variam entre 100 e 150 euros. A companhia disponibiliza muitas outras aplicações, como a MagicEye ou a MagicWheelChair, todas destinadas a melhorar a qualidade de vida dos cidadãos com deficiência. 

[Notícia sugerida por Sofia Baptista]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório