Negócios e Empreendorismo

Portugal: Indústria têxtil aposta na inovação

NULL
Versão para impressão
Várias empresas portuguesas estão a apostar na inovação têxtil. Um dos exemplos é a empresa Gathergy, em Coimbra, que desenvolveu um casaco térmico com capacidade para aquecer 30 graus face à temperatura ambiente ou arrefecer 20 graus.

O vestuário inteligente, também conhecido como i-wear, está a surgir como um conceito inovador na indústria de confeções. O vestuário Gathergy enquadra-se no conceito de inovação, uma vez que é o único sistema capaz de refrigerar e aquecer o interior do casaco conforme as necessidades específicas do utilizador.

 O vestuário Gathergy aposta na “integração de um sistema de controlo térmico ativo, capaz de proporcionar conforto térmico ao utilizador mesmo nas mais extremas condições atmosféricas”, explicou Abel Mendes, responsável pelo desenvolvimento do produto ao Boas Notícias.

Abel Mendes referiu ainda que “o produto tem um grande conjunto de mercados alvos nas áreas de equipamento de proteção e desporto. Numa primeira fase o produto esteve direcionado para a área militar mas, neste momento, dirige-se também para os restantes mercados.”

A grande apresentação deste produto foi em maio deste ano, na Feira Techtextile, em Frankfurt, onde a empresa obteve reações positivas recebendo algumas propostas. Para já, “a marca está patenteada e à procura de potenciais interessados no licenciamento do produto”. 
 
Neste projeto, a Gathergy está “a trabalhar com o Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal (Citeve) e a empresa Damel para o desenvolvimento da parte têxtil e produção massificada do produto”, sublinha ainda o responsável.

Outras empresas, outras inovações

Além da Gathergy, outras empresas têxteis nacionais têm apostado na  inovação. É o caso da Euronete, na Maia, que está a produzir um novo fio leve e resistente, com propriedades antibalísticas, para revestir  veículos militares e malas de viagem.
 
Este produto, denominado por Pure, é direcionado para os mercados do desporto e marinha. O Pure é um produto 100 por cento em polipropileno (resina termoplástica produzida a partir do gás propileno) e tem  múltiplas propriedades. É muito resistente a grandes impactos mesmo em  baixas temperaturas, sendo também totalmente reciclável.

Também a empresa portuguesa Cordex apresentou, em Frankfurt, tecidos  inovadores com fibras e fios multifilamentares de polipropileno de  alta tenacidade para aplicação nas indústrias da segurança, construção  e cordoaria, ráfia de polipropileno para aplicar em geotêxteis e Cordsteel para reforço de cimentos.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório