Negócios e Empreendorismo

Portugal: BCE vai ignorar agências de Rating

NULL
Versão para impressão
Dias depois da Moody's ter dado à dívida portuguesa a classificação de “lixo”, o Banco Central Europeu decidiu suspender a aplicação da regra de 'rating' mínimo para aceitar os títulos de dívida soberana portuguesa como garantia no financiamento dos bancos, avança o BCE em comunicado.

A decisão da instituição presidida por Jean-ClaudeTrichet (na foto), que já havia sido tomada também no caso da Grécia e da Irlanda, surge depois da Moody's ter cortado o 'rating' de Portugal, na terça-feira, em quatro níveis para fora da chamada escala de investimento.

“O governo português aprovou um programa de ajustamento económico e financeiro que foi negociado com a Comissão Europeia, o BCE e o FMI. O programa foi considerado apropriado [pela Troika]. Esta avaliação positiva e o forte compromisso do Governo português em implementar o programa (…) estão na base da suspensão anunciada”, lê-se no comunicado do BCE.

UE pondera criação de agência de rating independente 

Entretanto, a TSF avança que a União Europeia está a estudar a hipótese de criar uma agência de rating independente. No entanto, a UE alerta para o problema da credibilidade, considerando que não é boa ideia que os “bancos centrais possam ter responsabilidade na questão dos ratings”.

A União Europeia (UE) está a ponderar a ideia mas ainda não existe uma proposta concreta muito por culpa da falta de credibilidade deste tipo de instituições, indicou uma fonte da Comissão Europeia.
 

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório