Cultura

Ponta Delgada: Tesouro hebraico descoberto

O historiador José de Almeida Mello descobriu na Sinagoga de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, nos Açores, um conjunto de objetos e documentos guardados numa antiga arca que podem estabelecer o património judaico do templo como um dos mais antigo
Versão para impressão
[Fotografia: © Diário de Notícias]
O historiador José de Almeida Mello descobriu na Sinagoga de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, nos Açores, um conjunto de objetos e documentos guardados numa antiga arca que podem estabelecer o património judaico do templo como um dos mais antigos e ricos de Portugal.

Entre os achados estão documentos impressos e manuscritos, pergaminhos enrolados, pequenos livros de bolso, uma mão em madeira, saquetas com fitas de cabedal e tábuas da lei, pequenos documentos colocados em tubos de vidro selados e tecidos usados no culto religioso, conforme enumera a edição online do Diário de Notícias.

“Estaremos perante um legado com peças que podem ser anteriores ao século XIX e que remontam aos primeiros tempos dos judeus nos Açores”, explicou o historiador, guardião da Sinagoga de Ponta Delgada, fundada em 1836.

O verdadeiro significado do achado será agora estudado por técnicos oriundos da comunidade israelita de Lisboa. José de Almeida Mello está convencido de que o achado ajudará a compreender melhor a primeira comunidade judaica que se estabeleceu em Portugal, nomeadamente em Ponta Delgada.

O património que Mello se congratula por ter resgatado de ir parar ao lixo já foi mostrado ao embaixador de Israel em Portugal, Ehud Gol.

[Notícia sugerida pela utilizadora Raquel Baêta]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub