Sociedade

Petição contra desperdício alimentar em cantinas

Uma petição online dirigida à Assembleia da República (veja aqui) alerta para o problema do desperdício alimentar nos refeitórios de grandes empresas, onde dezenas de refeições vão para o lixo, diariamente, ao abrigo da Lei da Saúde Pública. Neste mo
Versão para impressão
Uma petição online dirigida à Assembleia da República (veja aqui) alerta para o problema do desperdício alimentar nos refeitórios de grandes empresas, onde dezenas de refeições vão para o lixo, diariamente, ao abrigo da Lei da Saúde Pública. Neste momento há mais de 3800 signatários.

A falta de um transporte adequado para a distribuição dos alimentos por instituições de solidariedade é uma das causas que leva os refeitórios ou os restaurantes a deitar, em média, 15 a 20 refeições perfeitamente comestíveis para o lixo, todos os dias, adianta a RTP.

Os próprios restaurantes dispensam, por vezes, algumas das sobras aos mais carenciados, mas apesar de não haver uma lei que proíba esse ato, as regras de saúde e higiene alimentar são muito rigorosas no que respeita à distribuição.

Fica no ar a questão: a quem cabe a responsabilidade de encontrar uma solução para o problema?

“Aqueles organismos autárquicos, as Câmaras Municipais de todas as localidades poderiam facultar um veículo com condições para recolha nos restaurantes que quisessem aderir e depois fazia-se a respetiva distribuição”, sugere António Granja, diretor geral do restaurante Capa Negra.

António Costa Pereira, autor da petição “Desperdício Alimentar”, que corre na Internet já há vários anos, refere, porém, que a solução é muito mais simples. “O transporte pode ser feito em frio e ao fim de poucas horas está a ser servido. É tão simples quanto isso. Tecnicamente é possivel, logo, moralmente, é importante que se faça”, declara à RTP.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório