Ambiente

Perdiz dada como extinta foi vista em Trás-os-Montes

Ao fim de longas décadas, a perdiz-cinzenta, espécie julgada extinta, voltou a ser avistada em território português. Luís Henrique Pereira, jornalista da RTP, anunciou ter registado em vídeo e fotografia a ave que não era vista há pelo menos 60 anos.
Versão para impressão
Ao fim de longas décadas, a perdiz-cinzenta, espécie julgada extinta, voltou a ser avistada em território português. Luís Henrique Pereira, jornalista da RTP, anunciou, esta sexta-feira, ter registado em vídeo e fotografia a ave que não era vista em Portugal “no mínimo há 60 anos”, na Serra de Montesinho, no Nordeste de Trás-os-Montes.
 
O jornalista disse à Lusa ter redescoberto a ave “por acaso, no dia 25 de Maio, no âmbito de filmagens para um documentário sobre borboletas” realizadas pela equipa do programa da RTP “Vida Animal em Portugal e no Mundo”. “Foram vistos oito exemplares, que supomos serem quatro casais”, contou Luís Henrique Pereira.
 
Trata-se de uma espécie, também conhecida como charrela, endémica da região ibero-pirenaica e que tem estado, segundo adiantou, em forte declínio em várias regiões da Europa. De acordo com as informações avançadas pelo repórter, a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) acredita que a perdiz-cinzenta “não era vista em Portugal, no mínimo, há 60 anos”.
 
“Penso que estamos perante uma descoberta muito importante para a avifauna em Portugal, a charrela ou perdiz-cinzenta tinha desaparecido do nosso território. Conhecem-se populações no Norte de Espanha, mas em Portugal não aparecia, de facto, há muito tempo”, salientou Luís Henrique Pereira.
 
O jornalista, a quem foi, há pouco tempo, atribuído o Prémio FAPAS (Fundo de Proteção Para os Animais Selvagens) espera que a presença destas aves seja um sinal de que a espécie voltou a nidificar em Portugal.
 
“Estamos a todo o tempo atentos e expectantes, o trabalho no terreno não tem parado. Se o avistamento foi muito importante, há agora que comprovar o possível regresso da nidificação da perdiz-cinzenta”, concluiu.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub