Cultura

Pequim: Festival exibe filme de Manoel de Oliveira

"O Estranho Caso de Angélica", a mais recente longa-metragem realizada por Manoel de Oliveira, é o único filme de um autor português incluído na programação do 1º Festival Internacional de Cinema de Pequim, agendado para abril. 
Versão para impressão
[Fotografia promocional do filme “O Estranho Caso de Angélica”]

“O Estranho Caso de Angélica”, a mais recente longa-metragem realizada por Manoel de Oliveira, é o único filme de um autor português incluído na programação do 1º Festival Internacional de Cinema de Pequim, agendado para abril.

Cerca de 100 filmes estrangeiros – cinco vezes mais do que a quota anual de importação em vigor na China – vão ser exibidos no certame, entre os dias 23 e 28 de abril, noticia a agência Lusa.

É “um festival sem prémios” que pretende servir como “plataforma de cooperação” entre produtores, académicos e animadores de certames idênticos.

Entre os filmes já anunciados, e ainda sem distribuição legal na China, figuram “Cisne Negro”, “A Rede Social”, “127 Horas” e “O Indomável”, todos nomeados para a edição dos Óscares deste ano.

O Festival, organizado pela Administração Estatal da Rádio, Cinema e Televisão e o governo municipal de Pequim, assume-se como uma iniciativa “inovadora, aberta e orientada para o mercado”.

[Notícia sugerida pela utilizadora Patrícia Guedes]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub