Espetáculos e Exposições

Paredes de Coura e FMM Sines a postos

Um localiza-se a Norte e outro a Sul do país, mas ambos garantem muita animação e boa música entre os dias 28 e 31 de julho. Enquanto o festival Paredes de Coura aposta, como habitualmente, na música indie, nas ruas de Sines vão ecoar as Música
Versão para impressão
Um localiza-se a Norte e outro a Sul do país, mas ambos garantem muita animação e boa música entre os dias 28 e 31 de julho. Enquanto o festival Paredes de Coura aposta, como habitualmente, na música indie, nas ruas de Sines vão ecoar as Músicas do Mundo.

Um cartaz “diferente” para Paredes de Coura

Muito se tem falado do cartaz da 18ª edição do festival realizado na praia fluvial do Tabuão, e nem sempre pelos melhores motivos. O line-up deste ano não satisfez muitos dos portugueses que habitualmente frequentam o festival, já que a sua qualidade seria, alegadamente, “menor”, comparativamente a outras edições.

Em resposta a estas críticas, José Barreiro, da promotora Ritmos, garantiu à agência Lusa que “o cartaz não é mais fraco, é diferente”, acrescentando ainda que este ano, como em 2009, o público acorreu em massa à pré-reserva de bilhetes, estando garantidas cerca de 20 mil pessoas por dia.

Críticas à parte, Los Campesinos!, Caribou, The Cult, Klaxons, White Lies, The Prodigy, Mão Morta e The Dandy Warhols são os nomes fortes do cartaz definido para o palco principal do festival.

A atuação dos Plan B, que também subiriam ao palco principal no dia 30, foi substituída pela dos portugueses Paus, o coletivo que junta músicos das bandas Linda Martini, Vicious Five e If Lucy Fell e que já no festival Optimus Alive!10 teve uma boa receção por parte do público.

Além do palco alternativo After Hours, os visistantes de Paredes de Coura podem também apreciar “Jazz na Relva”, um conjunto de concertos com nomes nacionais e internacionais da cena jazz.

Os ingressos diários custam 42 euros, enquanto que os passes de quatro dias ficam-se pelos 72 euros. No dia 28, todos os que queiram participar na Festa de Receção devem pagar 27 euros. Todos os preços incluem os custos de operação. Mais informações em www.paredesdecoura.com.

Músicas do Mundo regressam a Sines

26 espetáculos marcam a 12.ª edição do FMM Sines, nos palcos do Castelo medieval e da Praia Vasco da Gama, em pleno coração do centro histórico da localidade alentejana.

Destacam-se os congoleses Staff Benda Bilili, a lenda do reggae U-Roy, The Mekons, banda britânica que partiu do pós-punk para a fundação do movimento alt-country, e Tinariwen, expoente contemporâneo dos blues do deserto.

Os timorenses Galaxy fazem em Sines a sua estreia europeia, bem como vários projectos em estreia nacional, como o fenómeno brasileiro Forro in the Dark, uma das maiores “cantaoras” do flamenco, Lole Montoya, os peruanos Novalima, o “joiker” finlandês Wimme e a mais subversiva orquestra latina da actualidade, Grupo Fantasma.

Vitorino e Janita Salomé com o Grupo de Cantadores de Redondo abrem o festival no dia 28 de Julho, às 18h30, com um espetáculo de entrada livre em estreia absoluta. Cacique’97, Nat King Cole en Espagnol, um projeto de David Murray com Daniel Melingo como voz convidada em três canções, Las Rubias del Norte, Céu e Novalima completam o cardápio do primeiro dia do FMM, já esta quarta-feira.

Os concertos noturnos no Castelo custam 12,5 euros por dia; já os espetáculos realizados no Castelo, entre as 18h00/18h30 e na Avenida Vasco da Gama são de entrada livre. Saiba mais aqui.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório