Mundo

Paramédico pede mulher que salvou em casamento

Uma jovem norte-americana que quase perdeu a vida depois de ter sido esfaqueada 32 vezes pelo ex-namorado viu aquele que foi o seu maior pesadelo transformar-se num conto de fadas.
Versão para impressão
Uma jovem norte-americana que quase perdeu a vida depois de ter sido esfaqueada 32 vezes pelo ex-namorado viu aquele que foi o seu maior pesadelo transformar-se num conto de fadas. Melissa Dohme, de 23 anos, acaba de ser pedida em casamento pelo paramédico que a salvou em 2012. 
 
Foi há três anos que Cameron Hill atendeu uma chamada de emergência que nunca mais esqueceria. Ao chegar ao local, o paramédico e o colega depararam-se com a jovem mulher caída no chão e com ferimentos graves nas mãos, nos braços, no rosto e na cabeça, que a deixaram em perigo de vida.
 
Dohme foi transportada de helicóptero para o hospital mais próximo e, mesmo sem saber nada sobre ela – nem sequer o nome -, o paramédico sentiu, de imediato, algo especial. “Foi como um sexto sentido”, recordou Hill numa entrevista ao jornal regional norte-americano Tampa Bay.
 
A mulher passou três semanas internada, teve de ser reanimada por diversas vezes, sofreu um acidente vascular cerebral e danos severos na laringe, mas acabou por fazer uma recuperação impressionante e por deixar o hospital pelo próprio pé. “Estava tudo contra mim. Ninguém acreditava que voltaria a andar ou a falar”, contou, citada pela ABC News.


Melissa foi surpreendida com um pedido de casamento em frente a um estádio cheio durante uma partida de 'baseball' © Tampa Bay Rays
 

Hill nunca mais teve quaisquer informações sobre a jovem que ajudou a salvar mas, 11 meses depois, os dois reencontraram-se de forma inesperada durante um discurso de Dohme acerca das suas vivências numa igreja local. “Nunca tinha sentido nada assim. Senti-me como uma adolescente apaixonada, tonta e com borboletas na barriga”, confessou.
 
Recentemente, a ex-vítima de violência doméstica recebeu, porém, uma enorme surpresa: depois de dois anos de namoro e durante um jogo de 'baseball' entre os Tampa Bay Rays e os Yankees onde deu a primeira tacada, Melissa Dohme foi pedida em casamento pelo paramédico que lhe salvou a vida em frente a um estádio cheio. E disse sim.
 
“Não quereria voltar a passar por tudo aquilo que passei, mas não mudaria nada, porque foi isso que me levou ao Cameron, que me permitiu tornar-me uma ativista dos direitos das mulheres, que me deu uma voz e um propósito”, garantiu a norte-americana.

Notícia sugerida por Vítor Fernandes

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório