Gastronomia

Ovos Moles de Aveiro abrem ‘embaixada’ em Lisboa

O melhor da Doçaria Conventual acaba de chegar ao Mercado de Campo de Ourique, pelo nome 'Casa dos Ovos Moles em LIsboa'. O projeto, certificado pela APOMA - Associação de Produtores de Ovos Moles de Aveiro, abre, assim, na capital, uma 'embaixada' d
Versão para impressão
O melhor da Doçaria Conventual acaba de chegar ao Mercado de Campo de Ourique, pelo nome 'Casa dos Ovos Moles em LIsboa'. O projeto, certificado pela APOMA – Associação de Produtores de Ovos Moles de Aveiro, abre, assim, na capital, uma 'embaixada' daquele que foi o primeiro doce a receber o diploma de Indicação Geográfica Protegida. 
 
Já com 500 anos de existência, os ovos moles de Aveiro chegam, agora, à capital através da Casa dos Ovos Moles, que abriu portas no Mercado de Campo de Ourique. O objetivo é proporcionar experiências 'dinivas' àqueles que ali forem para saborear este doce conventual e, ao mesmo tempo, dar a conhecer mais da sua história e arte. 
 
Em comunicado enviado ao Boas Noticias, as empreendedoras do projeto, Filipa Cordeiro e Maria Dagnino contam que, “para os fiéis da Doçaria Conventual existem outras deliciosas sugestões como, por exemplo, Pão-de-ló de Ovar, Pastéis de Tentúgal, Pastéis de Vouzela”, todas elas recheadas com doce de ovos moles. As mesmas chegam diariamente a Lisboa, diretamente dos produtores.
 
'A Casa dos Ovos Moles' nasceu de capitais próprios para contar “histórias seculares, promover workshops com a arte de bem-fazer este doce que não se faz por milagre, e oferecer vinhos, licores e outros néctares bem portugueses para acompanhar”.
 
Aberta de quinta a sábado, das 10h à 01h, e das 10h às 23h nos restantes dias, este primeiro espaço da marca pretende ser o ponto de partida para levar os 'Ovos Moles de Aveiro' ao mundo inteiro.
 
“Já era tempo de um doce que é o nosso 'ai Jesus' da Doçaria Conventual 'descer' até à capital para conquistar um lugar de destaque”, afirma Filipa Cordeiro, de 40 anos. “Queremos pôr nas bocas do mundo este 'português de gema' e fazer desta Casa um ponto de passagem obrigatório, não só para os turistas, mas sobretudo para os lisboetas” conclui.

Saiba mais AQUI.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub