Ciência

Ortopedia: Investigador luso vence prémio europeu

Hélder Pereira, investigador da Universidade do Minho, recebeu o prémio de Melhor Projeto de Investigação Científica, no 15º Congresso da European Society of Sports Traumatology Knee Surgery and Arthroscopy (ESSKA).
Versão para impressão
Hélder Pereira, investigador da Universidade do Minho, recebeu o prémio de Melhor Projeto de Investigação Científica, no 15º Congresso da European Society of Sports Traumatology Knee Surgery and Arthroscopy (ESSKA), em Genebra, Suíça. O cirurgião ortopédico foi também distinguido como um “Star Paper”, entre os milhares de trabalhos apresentados no congresso.
 
Este é o principal prémio de investigação atribuído pela maior sociedade europeia de Artroscopia e Traumatologia Desportiva e tem por objetivo reconhecer, encorajar e estimular contributos notáveis com grande potencial de impacto na Ortopedia. A distinção, uma das maiores atribuídas recentemente a um português,  coloca Portugal no patamar dos melhores centros de investigação da Europa, Ásia e América do Norte.
 
O projeto distinguido pela ESSKA consiste no desenvolvimento de novos tecidos para regeneração do menisco e combina a aplicação de biomateriais inteiramente com uma estratégia inovadora de terapia celular para aplicação clínica futura.

As lesões do menisco são a mais frequente causa de cirurgia em ortopedia e têm importante impacto socioeconómico. A remoção da parte lesada (meniscectomia) tem sido o tratamento mais frequente, mas traz consequências a longo prazo, como o desgaste articular e artrose precoce. 


As novas tendências são a reparação e preservação do menisco, o transplante ou, mais recentemente, as abordagens de engenharia de tecidos e medicina regenerativa.

Hélder Pereira fez um trabalho inovador de caracterização do tecido meniscal humano. Com base no conhecimento produzido foi desenvolvida uma nova matriz tridimensional porosa, associada ao uso de células autólogas para reparar defeitos do menisco, respeitando as exigências do tecido nativo.

Esta estratégia foi validada “in vitro” nos laboratórios do Grupo 3B’s, nas Caldas das Taipas, Guimarães, e vai agora ser testada em animais para poder chegar a aplicação clínica.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub