Sociedade

Ordem dos Médicos paga 10 prémios de mérito escolar

NULL
Versão para impressão
Para fazer frente à decisão do Ministério da Educação de não pagar os prémios de mérito aos melhores alunos do secundário, a Ordem dos Médicos anunciou que vai assumir o pagamento de 10 desses prémios. Outras entidades e particulares também se juntaram ao #Movimento500, criado para encontrar uma forma de arranjar o dinheiro. 

O #Movimento500 surgiu na internet e já anda também pelo Twitter e pelo Facebook. O objetivo é reunir “donativos que emendem o erro e evitem que os alunos premiados se sintam atraiçoados pelos adultos, pelas escolas e pelos governantes”, explicam no site.

A Ordem dos Médicos foi a primeira a responder aos apelos e garantiu o pagamento de dez prémios de 500 euros. “Na sequência da polémica e incompreensível decisão do Ministério da Educação de suspender intempestivamente a entrega dos prémios de mérito aos melhores dois alunos das 464 escolas secundárias, o Conselho Nacional Executivo da Ordem dos Médicos decidiu responder positivamente ao apelo pungente dos diretores das escolas”, explicaram em comunicado.

Ainda no comunicado, a Ordem assume-se como “um dos mecenas da sociedade civil para substituir esta aberrante e contraproducente decisão do Ministério da Educação e Ciência”.

Decisão conhecida dois dias antes da entrega dos cheques

Várias juntas de freguesia, associações de pais e câmaras municipais também se juntaram para tornar a entrega dos prémios possível. Mesmo assim, nem todos os alunos vão poder receber o cheque.

Recorde-se que a decisão do Ministério da Educação e Ciência foi anunciada na passada quarta-feira, dias antes de a maioria das escolas proceder à entrega dos prémios. Questionado quanto à falta de comunicação antecipada da medida, o ministro Nuno Crato esclareceu que a mesma já tinha sido tomada “há bastante tempo”, conta a Lusa.

Houve qualquer problema de comunicação”, explicou. Para justificar a medida, o ministro disse que é “melhor que os 500 euros que estavam atribuídos a cada aluno” sejam “atribuídos a projetos de escola, a projetos de apoio aos alunos e não devemos estar simplesmente a distribuir dinheiro”.

Indignada com a decisão, a Ordem dos Médicos apela à sociedade civil que se mobilize para tornar possível o reconhecimento dos alunos.

Os prémios de mérito escolar são atribuídos todos os anos aos alunos com as melhores médias de conclusão de curso, nas sessões de inauguração do ano letivo.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório