Mundo

ONU: Cinco portugueses finalistas de competição

NULL
Versão para impressão
Cinco portugueses estão entre os 30 finalistas num concurso das Nações Unidas. “Não à violência contra as mulheres” é o nome da campanha deste ano, que pretende premiar os melhores anúncios inseridos neste tema.

“Create4TheUN” é uma competição promovida pela Organização das Nações Unidas que, desde 2010, pretende premiar as melhores campanhas de sensibilização.

Dando continuidade ao sucesso de 2010, com a campanha “Podemos eliminar a pobreza”, a ONU lançou este ano o tema “Não à violência contra as mulheres”.

A iniciativa, aberta a todos os cidadãos e residentes europeus, foi lançada a 8 de março e contou com o apoio do Centro Regional de Informação de Nações Unidas para a Europa Ocidental, o organismo ONU Mulheres, os centros da informação da ONU e alguns dos principais jornais europeus (entre eles os portugueses Metro e Público).

Finalistas portugueses

Segundo o site oficial, mais de 2700 europeus de 40 países participaram neste concurso. Leonor Rasteiro, Samuel Nunez, João Geada, Tiago Pinto
Ferreira e Luís Silva são os cinco portugueses entre os 30 finalistas da competição. A cerimónia de entrega dos prémios terá lugar em Madrid, no próximo dia 25 de Novembro.

O “Primeiro Prémio”, atribuído pelo júri, será oferecido pela Fundação Caixa em Espanha e terá um valor de 5000 euros.O “Prémio para Jovens”, atribuído e oferecido pela empresa italiana Fábrica, é destinado a participantes até 25 anos e tem um valor de 4000 euros.

O prémio do público – o único que já foi anunciado – num valor de 1500 euros, será oferecido pelo Governo português, independentemente da nacionalidade do vencedor.

Uma realidade a mudar

Segundo dados da ONU, aproximadamente 70% das mulheres são vítimas de violência ao longo da sua vida, sendo que um em cada cinco é vítima de violação ou tentativa de violação.

Por outro lado, o número de pessoas traficadas por ano situa-se entre os 500 000 e os 2 milhões, com 80% deste valor ocupado pelas mulheres.

A violência contra as mulheres e as raparigas, uma das violações mais
sistemáticas e generalizadas dos direitos humanos, é não só intolerável
como evitável.

Estes números podem ser minimizados através deste tipo de iniciativas. Segundo a ONU, este concurso  “incide na igualdade de género e apelar ao fim de todas as formas de violência contra as mulheres e as raparigas”.

[Clique AQUI para ver o site oficial e AQUI para ver o Flickr dos cartazes a concurso] [Notícia sugerida por Lígia Pinto]

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório