Ambiente

Olhão converte lixo em fertilizante

Reduzir o lixo comum e separar os resíduos orgânicos para produzir um fertilizante biológico é o objetivo da prática da vermicompostagem, um processo natural de degradação e reintegração da matéria orgânica no solo que será divulgado na Ecoteca de Ol
Versão para impressão
Reduzir o lixo comum e separar os resíduos orgânicos para produzir um
fertilizante biológico é o objetivo da prática da vermicompostagem, um
processo natural de decomposição e reintegração da matéria orgânica no
solo, a ser divulgado na Ecoteca de Olhão, no próximo sábado, dia 17
de abril, às 10h30.

O município algarvio e a Futuramb, entidade que desenvolve ações de gestão sustentável de recursos naturais, pretendem “divulgar a prática da vermicompostagem à população em geral numa perspectiva de redução de resíduos orgânicos que, na sua grande maioria, ainda são depositados no lixo comum, com destino final os aterros, não se poupando recursos naturais”

A vermicompostagem é uma prática ecológica que está ao alcance de todos ao poder ser efetuada em casa: através da ação de minhocas sobre os resíduos orgânicos, poupam-se recursos naturais e são formados dois produtos – o vermicomposto (fertilizante biológico) e o chá de vermicomposto, capaz de suprimir pragas de doenças.

Desta forma, é também possível reduzir a utilização de adubos sintéticos e pesticidas que impedem a produção de alimentos saudáveis e de qualidade.

A palestra da Futuramb na Ecoteca de Olhão é de acesso gratuito e dirige-se a todos os cidadãos interessados em aprender a prática da vermicompostagem. A inscrição pode ser feita até 12 de abril, através do e-mail ecotecadeolhao@gmail.com ou do número 289 700 940.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório