Saúde

Obesidade: Banda gástrica ajuda a “curar” diabetes

Um estudo brasileiro demonstrou que a cirurgia bariátrica pode ajudar no combate à diabetes tipo 2 em pessoas com obesidade moderada e até fazer desaparecer por completo os sintomas.
Versão para impressão
Um estudo brasileiro demonstrou que a cirurgia bariátrica – nomeadamente a colocação de uma banda gástrica – pode ajudar no combate à diabetes tipo 2 em pessoas com obesidade moderada e até fazer desaparecer por completo os sintomas da doença. 
 
Embora a cirurgia bariátrica já seja considerada uma alternativa válida no tratamento de pessoas com este problema, quando associado à obesidade grave ou mórbida, a sua utilidade nos casos menos severos ainda não estava provada. 
 
Uma equipa de especialistas coordenada por Ricardo Cohen, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, avaliou 66 pacientes que recebiam tratamento num hospital de São Paulo ao longo de seis anos. 

Os resultados, publicados recentemente na revista Diabetes Care da Associação Americana da Diabetes, foram animadores. De acordo com o jornal Estado de São Paulo, cerca de 88% dos participantes passaram pela remissão – expressão utilizada pelo facto de os médicos preferirem não falar em “cura” – da diabetes.
 
Depois de um determinado período de tempo – que variou entre 3 e 26 semanas – os pacientes deixaram de tomar medicação oral e, desde a cirurgia, não voltaram a ter quaisquer sintomas. Nos casos em que tal não se verificou, observou-se, ainda assim, uma melhoria no controlo dos níveis de açúcar no sangue. 
 
Todas as pessoas estudadas foram submetidas a uma cirurgia de colocação de banda gástrica, o mais comum tipo de cirurgia bariátrica do mundo. “Utilizámos a técnica mais difundida e bem estabelecida”, salientou Ricardo Cohen, citado pelo jornal brasileiro.
 
O especialista admitiu que “o paciente que não reage a outros tipos de tratamento pode receber a indicação da cirurgia”, mas sublinhou que, antes disso, é sempre “preciso tentar mudanças nos hábitos e medicamentos”. 

Clique AQUI para aceder ao estudo (em inglês). 

[Notícia sugerida por Patrícia Guedes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub