Em Destaque Inovação e Tecnologia

O primeiro smartphone do mundo feito de cortiça é português

A IKI Mobile apresentou a nova gama de smartphones com os holofotes virados para o KF 5 Bless Cork Edition, o primeiro telemóvel feito de cortiça.
Versão para impressão
por redação

A IKI Mobile apresentou em dezembro, no Pátio da Galé, em Lisboa, a nova gama de telemóveis composta por quatro modelos, o KF 1.8, o KF 2.4, o KF 4 Go e o KF5 Bles.

O administrador da IKI Mobile, Tito Cardoso, mantém as expetativas elevadas relativamente aos produtos novos: “dispomos de uma gama moldada às sugestões e necessidades dos consumidores, constituída por equipamentos competitivos, com um preço médio/baixo, com características interessantes, alavancado com as opiniões que os portugueses deram relativamente à primeira série”. Frisou ainda que: “temos quatro produtos que consideramos ter o enquadramento perfeito com o mercado sobre os quais acalentamos expetativas elevadas.”

Mas o momento alto da noite foi a exibição do primeiro protótipo de telemóvel do mundo feito com cortiça, o KF 5 Bless Cork Edition. Na conceção do aparelho, a IKI Mobile optou por substituir os componentes possíveis por materiais recicláveis, de origem nacional, desde os elementos que constituem o próprio equipamento à embalagem.

Com um design nacional, o KF 5 Bless Cork Edition vai ser um dos smartphones mais amigos do ambiente e da saúde do utilizador, com características extraordinárias ao nível da proteção da radiação da bateria por comportamento eficaz da cortiça, e outras, como o primeiro sistema operativo da IKI Mobile, baseado no sistema operativo Android 5.1. “O KF 5 Bless Cork Edition é o produto que cria o posicionamento da marca”, afirmou Tito Cardoso.

O lançamento da nova gama de telemóveis contou com a presença de Manuel Caldeira Cabral, ministro da Economia, que cumprimentou a IKI e os empreendedores que “acreditaram em fazer algo diferente, não só a nível de um produto tecnológico inovador, como na associação a um material nacional”. Parabenizou, ainda, a IKI Mobile pela “aliança com o mercado angolano”.

Tito Cardoso adiantou que “a IKI Mobile irá abrir fábricas em Portugal e Angola, e já integrou mercados como África do Sul, Angola, Timor Leste, Senegal, Dubai, Brasil e Estados Unidos da América”, no fim da sua intervenção no evento.

O próximo passo da marca portuguesa é entrar no mercado retalhista através da parceria com a JP Sá Couto.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório