Espetáculos e Exposições

O Fidalgo Aprendiz no Teatro Nacional D. Maria II

Auto, farsa ou comédia de tipo burlesco. "O Fidalgo Aprendiz" é uma peça de teatro da autoria de D. Francisco Manuel de Melo, publicada pela primeira vez em 1665, que foi escrita quando o autor se encontrava na pris
Versão para impressão
Auto, farsa ou comédia de tipo burlesco. "O Fidalgo Aprendiz" é uma peça de teatro da autoria de D. Francisco Manuel de Melo, publicada pela primeira vez em 1665, que foi escrita quando o autor se encontrava na prisão, em Espanha. Esta peça é apresentada na sala Estúdio do D. Maria II, num formato que convida o público a participar. Para ver até dia 15 de maio.

Esta é uma obra dramática cheia de personalidades bem portuguesas, uma farsa como o "Bourgeois Gentilhomme", com as mesmas fontes italianas. Nela se faz a crítica ao fidalgo pelintra,  seguindo a tradição vicentina do Ridendo castigat mores.

Aprender a dançar sem música, esgrimir sem espada, declamar sem poesia. Eis as lições para a instrução tardia de um nobre provinciano que procura deslumbrar as damas e a cidade. E, à força de tanto (se) enganar, sai enganado.

Ícone da dramaturgia clássica nacional, esta peça é agora transformada num espectáculo-oficina, onde o público é convidado a mover-se entre palco e plateia, actor e espetador, observado e observador.

A peça, co-produzida pelas Comédias do Minho, tem encenação de João Pedro Vaz e o elento conta com Afonso Santos, Carlos Marlvez, Crista Alfaiate, Gonçalo Fonseca, Mónica Tavares, Paula Mora e Valdemar Santos.

Saiba mais sobre o Fidalgo Aprendiz e o seu autor AQUI.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub