Sociedade

Número de interrupções de gravidez diminui

No ano passado o número de interrupções voluntárias de gravidez, a pedido da mulher, diminuiu. Foram registados menos 311 abortos, em comparação com o ano de 2009, conforme revela o Relatório dos Registos das Interrupções de Gravidez divulgado esta s
Versão para impressão
No ano passado o número de interrupções voluntárias de gravidez, a pedido da mulher, diminuiu. Foram registados menos 311 abortos, em comparação com o ano de 2009, conforme revela o Relatório dos Registos das Interrupções de Gravidez divulgado esta semana pela Direção-Geral de Saúde.

De acordo com o relatório, foram realizados 18.911 abortos por opção da mulher em 2010 contra os 19.222, realizados em 2009.

Estes números estão abaixo das estimativas antes da lei que permite a interrupção de gravidez por opção da mulher até às 10 semanas. Em Julho de 2007 as estimativas apontavam para cerca de 20 mil abortos por ano, mas os números nunca chegaram a este valor.

A maior parte dos abortos foram feitos no SNS (hospitais e centros de saúde), 97 por cento das quais com medicamentos. Quanto ao sector privado, foram quase todas praticadas com métodos cirúrgicos.

De acordo com o jornal PÚBLICO, a análise comparativa com dados internacionais indica que a proporção de abortos em Portugal relativamente ao número de nados-vivos é inferior à de países como a Noruega, Espanha, Itália e o Reino Unido, ainda que superior às da Finlândia e Países Baixos.

Pode aceder ao relatório completo clicando aqui.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub