Saúde

Novo método mostra os efeitos do tabaco na pele

Um programa que permite prever os efeitos físicos do tabaco na pele é o novo método proposto por Investigadores da Staffordshire University, no Reino Unido, para as camadas mais jovens deixarem de fumar.
Versão para impressão

Um programa que permite prever os efeitos físicos do tabaco na pele é o novo método proposto por Investigadores da Staffordshire University, no Reino Unido, para as mulheres mais jovens deixarem de fumar.
 
Para este estudo, os cientistas, liderados por Sarah Grogan, professora de Psicologia da Saúde na universidade, utilizaram um programa informático que envelhece as pessoas. Foram formados dois grupos de mulheres: um a quem as imagens foram mostradas e outro grupo que não viu as modificações nas imagens.

Às participantes do grupo que podiam visualizar as transformações foi-lhes mostrada duas imagens: o aspeto que teriam aos 72 anos caso continuassem a fumar e a imagem que teriam com a mesma idade, se tivessem deixado de fumar.

Com esta abordagem verificou-se que as mulheres que viram as duas imagens diferentes manifestaram uma atitude mais positiva, quanto a deixarem de fumar, do que as mulheres que não viram as imagens.

Também se percebeu que as mulheres expostas a este tipo de intervenção revelaram menor adição pela nicotina e manifestaram uma vontade maior de deixar de fumar do que as outras participantes que não foram submetidas ao mesmo tratamento.

A importância da imagem no combate ao tabaco

As evidências encontradas neste estudo mostram que pode haver uma relação direta entre a imagem e a decisão de deixar de fumar. Assim, este método pode constituir-se como uma técnica complementar aos métodos tradicionais já existentes.

“A imagem corporal é uma das grandes preocupações das mulheres jovens. O nosso estudo aproveitou este fenómeno e utilizou estas preocupações de uma forma positiva para promover a saúde”, explica a cientista.

Sarah Grogan ainda acrescenta que “está bem estabelecido que o tabaco envelhece a pele e a visualização dos efeitos nos seus rostos teve um grande impacto nas participantes”.

Com este novo método, a equipa de investigadores espera que se registe um aumento das pessoas que deixam de fumar nas camadas jovens, visto ser uma técnica que apela à aparência, uma das questões mais importantes para esta faixa etária.

Clique AQUI para aceder ao comunicado da Staffordshire University.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório