Saúde

Novo “chip” consegue diagnosticar gripe em minutos

Um grupo de investigadores das universidades de Waseda, Tóquio e Hokkaiko, no norte do Japão, desenvolveu um "chip" capaz de detetar em minutos o vírus da gripe (influenza) com uma precisão 10.000 vezes superior à dos métodos convencionais.
Versão para impressão
Um grupo de investigadores das universidades de Waseda, Tóquio e Hokkaiko, no norte do Japão, desenvolveu um “chip” capaz de detetar em minutos o vírus da gripe (influenza) com uma precisão 10.000 vezes superior à dos métodos convencionais.
 
De acordo com o jornal local Nikkei, citado pelas agências noticiosas internacionais, o sensor criado, equipado com “chip” especial, permite a quem o utilizar saber instantaneamente se está infetado com o vírus da gripe, bastando, para isso, a análise de uma pequena amostra de muco.
 
Os especialistas, coordenados por Tetsuya Osaka, da Universidade de Tóquio, afirmam que esta tecnologia necessita somente de 10 minutos para detetar a doença, sendo capaz de identificar 15 estirpes diferentes do vírus a partir da análise de 0,025 milímetros de líquido nasal (o equivalente a uma gota).
 
Osaka e a sua equipa acreditam que a inovação poderá ajudar a reduzir significativamente o tempo de diagnóstico da gripe e, consequentemente, diminuir o risco da sua propagação. A expetativa dos investigadores passa por comercializar o equipamento, tanto para centros médicos e hospitais como para indivíduos a título privado, dentro de três a cinco anos.
 
O objetivo é que a solução seja vendida por um preço que rondará os 40 cêntimos, o que será possível graças à manufatura em massa, que contará com o apoio de especialistas em medicina e em manufatura de equipamento médico.
 
Atualmente, o diagnóstico da gripe é efetuado através de consultas tradicionais, em que são valorizados sintomas como a presença de febre alta, congestão nasal, dor de cabeça e fadiga física. Em alguns casos específicos, são também efetuados testes clínicos (por exemplo, análises ao sangue) para confirmação do problema.

Notícia sugerida por Maria da Luz, Vítor Fernandes e Lídia Dinis

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub