Ciência

Novas espécies de fósseis descobertos em La Mancha

Paleontólogos espanhóis descobriram na província de Ciudad Real, em Castilha - La Mancha, novas espécies de fósseis de invertebrados marinhos que viveram há 465 milhões de anos.

Versão para impressão
Paleontólogos espanhóis descobriram na província de Ciudad Real, em Castilha – La Mancha, novas espécies de fósseis de invertebrados marinhos que viveram há 465 milhões de anos.

As descobertas foram feitas em campos que estavam na altura debaixo da água do oceano. Pelo menos três novas espécies de braquiópodes foram identificadas.

“Nunca até agora haviam sido encontradas braquiópodes tão a norte”, regista o paleontólogo Gutierrez Marco.

As espécies, publicadas na revista “Acta Paleontológica Polonica” foram batizadas com nomes alusivos ao sítio onde foram descobertas: Sivortis calatravaensis (no Campo de Calatrava), Paralenorthis estenaensis (Rio Estena) y Paralenorthis lolae, dedicada a Dolores González, proprietária de uma casa rural onde ficou alojada a equipa de investigadores.

Os mesmos investigadores localizam depois, segundo o jornal El Mundo, outras espécies comuns com França e a Grã-Bretanha, que faziam então parte da mesma plataforma marinha que se terá começado a desintegrar há 460 milhões de anos.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório