Inovação e Tecnologia

Nova tecnologia para tratar a calvície chega a Portugal

No segundo dia de 2014, Portugal recebe uma nova tecnologia, capaz de tratar os problemas de calvície que têm vindo a afetar milhares de pessoas de norte a sul do país. Pelo nome iGrow, o equipamento funciona à base de lasers vermelhos de baixa inten
Versão para impressão
No segundo dia de 2014, Portugal recebe uma nova tecnologia, capaz de tratar os problemas de calvície que têm vindo a afetar milhares de pessoas de norte a sul do país. Pelo nome iGrow, o equipamento funciona à base de lasers vermelhos de baixa intensidade e leds capazes de dar energia às células não saudáveis dos folículos capilares. 
 
Os dados dão conta de que metade dos homens com mais de 50 anos sofre deste tipo de problema. Popularmente conhecidos como 'carecas', muitos são aqueles que querem e tentam contornar a situação, mas os resultados, esses, nem sempre são os melhores. 
 
Agora, os portugueses vão passar a ter à disposição uma solução alternativa e inovadora para o tratamento da calvicie, numa clínica em Lisboa onde os especialistas decidiram investir na inversão eficaz da queda e do desaparecimento do cabelo. 
 
Em comunicado, a clínica Biscaia Fraga refere que a nova tecnologia se assemelha “a um capacete”, sendo o modo de atuação “completamente indolor, não invasivo e sem quaisquer efeitos secundários”. Referenciado pela autoridade norte-americana Food and Drug Administration, inclusive, para utilização doméstica, o novo aparelho usa lasers vermelhos de baixa intensidade e leds capazes de dar energia às células não saudáveis dos folículos capilares.
 
Até agora, as estatísticas apontam para um aumento de 40% no crescimento do cabelo em apenas 16 semanas. Com cinco programas distintos, consoante a necessidade do paciente, cada sessão tem uma duração entre 20 a 25 minutos e um custo que varia de 40 a 60 euros. 
 
O tratamento é completo com mais duas fases interventivas nos pacientes: à aplicação do sistema iGrow segue-se uma sessão de mesoterapia no couro cabeludo com uma espécie de caneta que usa micro agulhas para ajudar à penetração dos medicamentos na terceira e última fase do processo.
 
De acordo com os especialistas, aos poucos, os folículos, até agora frágeis e quebradiços, começando mesmo a escassear, começam a fortalecer, a tornar-se mais densos e a crescer com mais vigor.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub