Ciência

Nova esperança no combate ao verme do pinheiro

Investigadores franceses descobriram pela primeira vez, numa maçã podre, um nemátodo atacado por uma infeção viral. A investigação publicada na revista científica PLoS pode trazer uma nova luz a longo prazo sobre como se pode combater esta infeção no
Versão para impressão
Investigadores franceses descobriram pela primeira vez, numa maçã podre, um nemátodo atacado por uma infeção viral. A investigação publicada na revista científica PLoS pode trazer uma nova luz a longo prazo sobre como se pode combater esta infeção nos pinheiros em Portugal.

De acordo com a RTP, a possibilidade de este verme ser infetado com um vírus pode ser muito importante para diversos estudos biológicos, já que permite conhecer com mais pormenor as formas de interação entre vírus e hospedeiros.

Na última década, Portugal tem sofrido prejuízos na ordem dos milhares de euros relacionados com a praga do nemátodo.

Atualmente a forma mais eficaz de combate ao nemátodo é o abate e queima das árvores infetadas antes do início do período de voo do inseto-vetor.

O nemátodo da madeira do pinheiro (Bursaphelenchus xylophilus) é um verme microscópico que ataca pinheiros e outras árvores resinosas. É transmitido às árvores por um inseto-vetor e, por esse motivo, a sua dispersão acontece apenas durante o período de voo do inseto, de abril a outubro.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub