Literatura

Nova edição de "Mulherzinhas" com ilustrações originais

Em 1868 a editora Roberts Brothers encomendou à escritora Louisa May Alcott "uma história para raparigas". Um pedido que deu origem àquela que é uma das primeiras grandes obras a dar voz aos direitos das mulheres. "Mulherzinhas", o próximo clássico d
Versão para impressão
Em 1868 a editora Roberts Brothers encomendou à escritora Louisa May Alcott "uma história para raparigas". Um pedido que deu origem àquela que é uma das primeiras grandes obras a dar voz aos direitos das mulheres. "Mulherzinhas", o próximo clássico da coleção da Guerra e Paz, chega às livrarias a 15 de Setembro. 
 

Image and video hosting by TinyPic

Inspirada na sua história pessoal e na sua própria família, a norte-americana Louisa May Alcott deu vida aos March, uma família de quatro irmãs que vê o pai partir para a guerra e tenta sobreviver de forma engenhosa às dificuldades económicas com que se depara.

 As jovens irmãs Meg, Jo, Beth e Amy ficam com a mãe, revelando-se mais fortes do que qualquer adversidade, numa lição de amor, coragem e união. 
 
Com tradução de Rita Carvalho e Guerra, esta edição que agora chega às livrarias inclui as ilustrações originais da irmã da autora usadas na primeira edição, cronologia bibliográfica, caracterização das personagens e excertos do diário de Louisa May Alcott.
 
Em Outubro, a Guerra e Paz vai publicar "Boas Esposas", o segundo volume desta história.

Louisa May Alcott: Escrever para viver
 
Louisa May Alcott. Nasceu a 29 de Novembro de 1832, na Pensilvânia, Estados Unidos da América. Começou a vender histórias com o objetivo de ajudar a família financeiramente, tendo publicado o primeiro livro, "Flower Fables", em 1854.

Trabalhou como enfermeira durante a Guerra Civil Americana, experiência que serviu de base à obra "Hospital Sketches" (1863). O seu livro mais conhecido, "Little Women" ("Mulherzinhas"), foi escrito por encomenda da editora Roberts Brothers, que lhe pediu "uma história para raparigas", em 1868.

Louisa baseou-se nos Alcott para dar vida aos March, a família que compõe o núcleo central da obra. Face ao êxito imediato, escreveu um segundo volume ("Little Women Part Second" ou, no Reino Unido, "Good Wives"), no ano seguinte.

A história da família March prosseguiu ainda nas obras "Little Men" (1871) e "Jo’s Boys" (1886). A escritora faleceu a 6 de Março de 1888, dois dias depois do pai. Para além dos livros para crianças e adultos, ficou conhecida como abolicionista e defensora dos direitos das mulheres.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório