Ambiente

Nova colmeia permite tirar mel sem perturbar abelhas

Uma simples torneirinha ligada à colmeia. É assim que funciona o Flow Hive, um método inovador criado por dois australianos, pai e filho, que facilita a recolha de mel e, sobretudo, não perturba as abelhas que vivem na colmeia.
Versão para impressão
Uma simples torneirinha ligada à colmeia. É assim que funciona o Flow Hive, um método inovador criado por dois australianos, pai e filho, que facilita a recolha de mel e, sobretudo, não perturba as abelhas que vivem na colmeia. 
 
Cedar Anderson e o seu pai, Stuart, vivem da produção do mel há vários anos. “As nossas abelhas produzem um mel delicioso mas tirar o néctar dourado da colmeia sempre foi uma tarefa difícil e demorada”, explica Cedar num vídeo divulgado no site da Flow Hive. 
 


“Sempre achei uma loucura termos que abrir a colmeia, partir os favos, sofrer picadas e perturbar todas as abelhas com fumo para obtermos o mel”, acrescenta. 
 
Assim, com ajuda do pai, Cedar desenvolveu uma colmeia especial que vem já com favos pré-fabricados que as abelhas usam para encher com cera e mel. Quando o mel está pronto, um movimento mecânico abre os favos que escorrem o mel para as torneiras. Basta voltar a fechar os favos para que as abelhas regressem à sua rotina.
 
A colmeia vem também equipada com um painel transparente que permite observar as abelhas, perceber quando o mel está pronto e verificar o bom funcionamento da colmeia.
 
Depois de apurarem e testarem a sua invenção, Cedar e Stuart fizeram, em 2015, uma campanha de financiamento coletivo, onde pediam 70 mil dólares para comercializar esta solução amiga das abelhas. 
 
Em apenas oito semanas, pai e filho angariaram um valor muito acima do pretendido: 12 milhões de dólares e receberam 25 mil encomendas de 130 países. Neste momento, o módulo Flow Hive básico pode ser encomendado online por cerca de 600 euros mais taxas de envio. 
 
Desde o lançamento oficial do produto, o negócio da família não tem parado de crescer e venceu, este ano, o prestigiado prémio Good Design Award de 2016, passando à frente de projeto de grande grupos como a Google. A empresa de Cedar e Stuart conta já com 35 trabalhadores e três fabricas. 

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório