Ambiente

Nova bicicleta portuguesa feita com restos de madeira

A Angel é uma bicicleta feita de desperdícios de madeira industriais, totalmente reciclável e amiga do ambiente. Desenhado e produzido por portugueses, este original veículo pretende promover a mobilidade sustentável, desde a sua produção até às mãos
Versão para impressão
A Angel é uma bicicleta feita de desperdícios de madeira industriais, totalmente reciclável e amiga do ambiente. Este original veículo desenhado e produzido por portugueses pretende promover a mobilidade sustentável, desde a sua produção até às mãos do consumidor.

por Márcia Moço

Com este projeto, José Nuno Amaro, o português que desenvolveu este conceito em parceria com a Universidade do Minho, sonha criar “uma nova forma de interpretar o conceito de bicicleta”, através de uma produção com base no reaproveitamento. “Isso será motivo de forte satisfação e de um orgulho enorme”.

Com apenas 30% de componentes em alumínio e ferro, a bicicleta de madeira foi pensada para desenvolver “uma forte componente ambiental, com a reciclagem em grande destaque”.

José Nuno Amaro (o ex-futebolista profissional que assina com o nome artístico Nuno!Zamaro), contou ao Boas Notícias que o modelo está a ser aperfeiçoado para que, ainda no final deste ano, seja lançada uma versão construída com 95% de materiais recicláveis.
 
A Angel pode ser personalizada ao gosto de cada pessoa

O projeto Angel pode ainda vir a criar novos modelos, como a construção de uma versão em cortiça ou a adaptação de um motor elétrico. A Cork Angel, um modelo construído com a casca da árvore do sobreiro, é uma das ideias de José Nuno Amaro que ainda tem de ser mais estudada para garantir “que tem a mesma ou, até mais, resistência da bicicleta de madeira, ou mesmo da bicicleta convencional”.

Uma das características mais inovadoras da Angel é que pode ser decorada de acordo com o estilo e gosto de cada pessoa. Por ser de madeira, “todos os que adquirirem a sua Angel poderão personalizá-la”, explica Nuno Amaro.

Para além de ser aliciante para os consumidores, esta característica pode ser vantajosa para designers e produtores que podem costumizar a Angel à sua medida. “Por esse motivo, há particular interesse em, num futuro próximo, desafiar designers portugueses e estrangeiros a criarem a sua própria versão da bicicleta”, revela José Nuno Amaro.

“Queremos também, ainda em 2013, surpreender o mercado com alguns projetos inovadores, como é o caso da Mini-Angel, um modelo para crianças que se revelará muito divertido e que poderá ser conhecido em breve”, conta o empreendedor de 43 anos.

Projeto 100% português conquista fãs pelo mundo

Image and video hosting by TinyPic

[© Wise U – Com 43 anos, o ex-jogador de futebol profissional tem-se dedicado a projetos na área da mobilidade sustentável]

O protótipo da Angel foi apresentado esta semana e já conta com vários países interessados em aderir a esta ideia. A agência Wise U, responsável pelo projeto, foi contactada por vários países, entre eles dois africanos e um da América Central, que se mostraram “interessados em construir as suas próprias fábricas de bicicletas” da marca portuguesa.

Versão social da bicicleta vai custar apenas 99 euros

A entrada no mercado português está prevista para o final deste ano, com uma série especial da Angel. O preço inicial de venda vai rondar os 350 e os 400 euros, mas o grupo português refere que, “a curto prazo, o objetivo principal é o lançamento da Global Social Bike, um produto mais acessível e igualmente inovador, à venda por apenas 99 anos”.
 

A ideia de uma bicicleta de madeira surgiu em 2008 com a necessidade de desenvolver “um produto inovador”, totalmente português, que desse vida ao projeto BUTE, que também foi desenvolvido por José Nuno Amaro em conjunto com a Universidade do Minho, para promover a mobilidade sustentável.

O BUTE – Bicicleta de Utilização Estudantil permite aos alunos universitários ter um transporte prático e eficiente, a custo zero. O projeto atribui uma bicicleta gratuita aos estudantes, exigindo apenas uma utilização obrigatória de, no mínimo, um dia por semana, dentro e fora do campo universitário. A ideia foi distinguida em 2007 com o Prémio Nacional de Mobilidade.

Clique AQUI para saber mais sobre este projeto.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub