Negócios e Empreendorismo

Negócio da floricultura está em crescimento

O negócio das flores está em crescimento em Portugal com o número de produtores a aumentar. De acordo com a TSF, mesmo apesar de o país importar 87% das flores que são comercializadas, no valor de 400 milhões de euros, o número de exportações começa
Versão para impressão
O negócio das flores está em crescimento em Portugal com o número de produtores a aumentar. De acordo com a TSF, mesmo apesar de o país importar 87% das flores que são comercializadas, no valor de 400 milhões de euros, o número de exportações começa a ganhar terreno em mercados como a Espanha e Holanda que procuram as flores portuguesas.  

Segundo João Paulo Oliveira, presidente da Associação de Floricultores de Portugal, em declarações à rádio, “as pessoas que estão e chegar [ao sector] vêm de outros negócios”, sendo que aparecem produtores “especificamente para exportação”.

João Paulo Oliveira produz cravos, uma das flores mais procuradas pelo mercado externo. Por ano, João Paulo chega a cortar “cinco milhões de cravos” e, ainda assim, é questionado sobre a existência de outros produtores em Portugal, tal é a procura.

Tendo em conta várias condições, como o clima, a “capacidade de durabilidade” e a “excelente qualidade”, existe uma maior procura de flores portuguesas do que de flores provenientes do sul de Espanha, por exemplo.

Para além de mais resistentes, as flores portuguesas são também mais caras, já que os preços subiram cerca de 10% acompanhando a subida da taxa do IVA de 13 para 23%.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub