Saúde

Mover cadeiras de rodas com o olhar

Mover uma cadeira de rodas apenas com um simples movimento dos olhos é o objetivo da nova aplicação desenvolvida por Luis Figueiredo, professor do Instituto Politécnico da Guarda (IPG). A Magic Wheelchair, destinada a pessoas que estejam completam
Versão para impressão
Mover uma cadeira de rodas apenas com um simples movimento dos olhos é o objetivo da nova aplicação desenvolvida por Luis Figueiredo, professor do Instituto Politécnico da Guarda (IPG). A Magic Wheelchair, destinada a pessoas que estejam completamente imóveis, ja foi testada e os “resultados foram muito bons”.

Uma aplicação capaz de conduzir uma cadeira de rodas eléctrica através do olhar foi desenvolvida por um professor do Instituto Politécnico da Guarda (IPG) no âmbito do projecto ‘Magic Key’, que tem permitido desenvolver aplicações informáticas para pessoas deficientes.

O investigador Luís Figueiredo disse à Lusa que o sistema da sua autoria, denominado Magic Wheelchair, recorre a “uma câmara de alta definição e uma aplicação informática que determina a direcção do olhar do utilizador”, tendo assim um controlo absoluto sobre a cadeira de rodas.

“Se [o utilizador] olhar para a direita, ela vira para a direita. Se olhar para a frente, anda para a frente. Se fechar os olhos ela não anda e se baixar os olhos para baixo, a cadeira anda para trás”, explicou.

A intenção do investigador não foi criar uma cadeira de raiz, mas sim adaptar o sistema a uma cadeira já existente, eléctrica ou manual. O dispositivo destina-se “a pessoas que estejam completamente imóveis, não possam usar nenhum dispositivo tradicional (‘joystick’ ou por impulsos na cabeça) e tenham apenas a capacidade de movimentar os olhos”.

Apesar de o Magic Wheelchair dar “autonomia total ao utilizador em ambientes interiores”, em ambientes exteriores há interferência da luz solar com os sistemas, confessou Luís Figueiredo, contando que está a procurar solucionar aquela limitação.

Ainda assim, o dispositivo já foi testado com Pedro Monteiro, presidente da Associação Portuguesa de Esclerose Lateral Amiotrófica, cuja doença o impede de utilizar qualquer movimento voluntário do seu corpo, sendo a única excepção a capacidade de movimentar os seus olhos, e “os resultados foram muito bons”.

O projecto tem o apoio da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do IPG e da Guarda Digital – Associação Distrital para Sociedade de Informação e pela Fundação PT.

O professor venceu em 2006 e em 2008 o prémio engenheiro Jaime Filipe, atribuído pelo Instituto da Segurança Social, com as aplicações informáticas “Magic Eye” (controlo do rato do computador apenas com os olhos) e “Magic Key” (controlo completo do computador movendo o cursor do rato através de movimentos laterais e subtis da cabeça e a tecla do rato pelo movimento de piscar de olho).

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório