Sociedade

Mortes nas estradas diminuem em Portugal e na UE

O número de mortes nas estradas na União Europeia (UE) registou, em 2013, e pelo segundo ano consecutivo, uma redução significativa.
Versão para impressão
O número de mortes nas estradas na União Europeia (UE) registou, em 2013, e pelo segundo ano consecutivo, uma redução significativa. Embora continue a apresentar estatísticas acima da média, Portugal está também entre os países onde as mortes por sinistralidade rodoviária diminuíram. 
 
De acordo com os dados preliminares apresentados esta segunda-feira em Bruxelas, o número de vítimas mortais em acidentes de viação desceu 8% na UE em relação a 2012, uma diminuição que se seguiu a uma quebra de 9% entre 2011 e 2012 e de 17% de 2010 para 2011.
 
Já em Portugal, as mortes por sinistralidade rodoviária diminuíram 9% entre 2012 e 2013 após uma redução de 19% entre 2011 e 2012 e de 23% entre 2010 e 2011. No entanto, em 2013, a taxa portuguesa de mortalidade rodoviária situava-se, ainda, em 2013, nas 62 mortes por milhão de habitantes, um valor acima da média europeia (52). 
 
Segundo os dados apresentados, os países com a menor taxa de mortalidade rodoviária continuam a ser a Suécia (28), o Reino Unido (29) e a Dinamarca (32). Já a Roménia (92), a Polónia e o Luxemburgo (87 cada) e a Letónia (86) ocupam os piores lugares em termos de mortes na estrada por milhão de habitantes.
 
A propósito destes resultados, a Comissão Europeia assinala que, desde 2010, foi possível salvar cerca de 9.000 vidas, com uma redução de 17% da mortalidade nas estradas.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub