Saúde

Moçambique: Médicos lusos fazem cirurgias cardíacas

NULL
Versão para impressão
Uma equipa do Centro de Cirurgia Cardiotorácica dos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) deslocou-se este mês em missão humanitária a Maputo, Moçambique, onde realizou 21 cirurgias de coração aberto.

A notícia foi avançada esta segunda-feira, em comunicado divulgado pelos HUC. A equipa, dirigida por Manuel Antunes, conseguiu operar 21 doentes, maioritariamente crianças com idades a partir dos três anos, mas também adolescentes e jovens adultos.

De acordo com o diretor do Centro e líder desta missão humanitária, “a maior parte das cirurgias foram efetuadas em doentes com valvulopatias reumáticas, especialmente da válvula mitral”. Manuel Antunes destacou ainda que “todos os doentes recuperaram bem da cirurgia, tendo alguns já tido alta hospitalar”.

A equipa, constituída por nove elementos – cirurgiões, enfermeiros e técnicos – participou de forma voluntária e gratuita na missão em Moçambique. Além da realização das cirurgias, os portugueses prestaram ainda formação específica ao pessoal clínico pertencente ao Instituto do Coração, onde se realizaram as intervenções.

Esta foi a 11ª missão anual consecutiva desde a abertura do Instituto, inaugurado em 2001 sob o patrocínio das Cadeias de Esperança do Reino Unido, de França e de Portugal. A missão, apoiada por várias entidades e empresas, teve um custo total de cerca de 90 mil euros.

Até hoje, a equipa do Centro de Cirurgia Cardiotorácica dos HUC já realizou mais de 240 intervenções cirúrgicas no Instituto do Coração com uma mortalidade operatória inferior a 1%, conforme foi referido em comunicado.

[Notícia sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório