Em Destaque Gastronomia

Miss Can

A sereia portuguesa que espalha charme por Portugal e pela Europa
Versão para impressão
por Nuno Silva e Pinto

A Miss Can é uma marca de conservas que dá a conhecer ao mundo uma experiência portuguesa através de um conceito inovador. Alia tradição, cultura, gastronomia e design, promovendo as conservas de peixe portuguesas, de qualidade superior, produzidas pelo método tradicional.

“No início do século passado, o nosso avô fundou duas das fábricas de conservas mais modernas em Portugal, que foram amplamente premiadas pela qualidade do seu peixe a nível mundial. Nos anos 70, muitas das fábricas acabaram por fechar, mas as histórias e os registos fotográficos não. Prova disso são as inúmeras latas de conservas que o meu pai abria para a família e os amigos, acompanhadas de vinho, cerveja e pão, ocasiões em que se ouvia falar da tradição familiar, dos métodos de cozedura e do agora tão famoso ómega3”, contou-nos Tiago Ribeiro, um dos responsáveis pelo projeto.

Portugal é o país mais ocidental da Europa, com 943 quilómetros virados para o Atlântico que, além de uma beleza natural inigualável, nos abençoa com uma qualidade e diversidade de peixe que em poucos sítios há. Os últimos cinco anos não foram fáceis do ponto de vista social e económico, à semelhança do que aconteceu noutros países da Europa. A taxa de desemprego é alta, muitas empresas fecharam, o PIB encolheu e só no ano passado começámos a ter, alguns sinais mais visíveis de recuperação.

“O turismo, as exportações e sobretudo a criatividade têm sido as nossas principais armas. Somos um país de lutadores e uma das tradições é saber dar a volta, especialmente quando as coisas estão difíceis. De certeza que já todos ouviram falar dos Descobrimentos, essa vontade de desbravar mundo e de trocar as voltas ao destino é muito nossa, diria que é o nosso fado. Foi também isso que nós fizemos”, salientou Tiago Ribeiro.

Inspirados pelas histórias e tradições culturais e familiares, Tiago Ribeiro, Bárbara Cabral e Marta Fernandes foram à procura de um produtor que utilizasse o mesmo método de produção que o avô de Tiago e Bárbara utilizava, para garantir a máxima qualidade e o melhor que Portugal tem. E assim nasceu a Miss Can.

A Miss Can, filha de uma varina quase sereia, tem cinco personalidades diferentes com três latas de conservas de peixe, que se distinguem pelo tempero aplicado. Mais do que a inovação no pack pretendeu-se criar uma experiência bem portuguesa com diferentes tipos de peixe.

A sardinha, a cavala e o atum têm quatro temperos diferentes: “Traditional”, em azeite simples; a “Hot”, em azeite picante; “Brave”, em tomate e a “Creative”, em picante com pickles.

“Cada pack, para além das conservas de peixe de qualidade superior, tem curiosidades históricas de acordo com a personalidade e receitas para cada lata feitas pela nossa mãe, habituada a fazer os petiscos para o nosso pai”, referiu Tiago Ribeiro.

A Miss Can atualmente divide-se desta forma:

Friends – canais de distribuição nacional, internacional e online

On The Road – Uma Piaggio APE 50 com 21 anos totalmente recuperada que fez uma viagem épica, com o apoio da comunidade portuguesa, para chegar a Copenhaga a fim de participar no Creative Business Cup onde ganharam o prémio Arla Foods Inovation Challenge. A “amarelinha” fez mais de 7.000 kms, passou por oito países e visitou 19 cidades ao longo de 12 dias.

A Miss Can foi ainda, distinguida com o Prémio Nacional Indústrias Criativas 2015.

O futuro passa por aumentar o número de Friends, principalmente os internacionais, e replicar a casa da Miss Can em forma de Petiscaria, um espaço para degustação dos produtos que está situada no centro histórico de Lisboa, no Castelo de São Jorge.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório