Ambiente

Mirandela apoia projetos de eficiência energética

A autarquia de Mirandela tinha direito a usufruir da contrapartida económica resultante da instalação de um parque eólico no concelho, mas decidiu canalizá-la para um fundo financeiro de apoio a iniciativas públicas ou privadas no campo da eficiência
Versão para impressão
A autarquia de Mirandela tinha direito a usufruir da contrapartida económica resultante da instalação de um parque eólico no concelho, mas decidiu canalizá-la para um fundo financeiro de apoio a iniciativas públicas ou privadas no campo da eficiência energética. O protocolo foi formalizado na semana passada.

O Fundo de Desenvolvimento Regional da Terra Quente será aprovisionado pelas receitas de produção energética do parque eólico de 25 megawatts a ser instalado nas serras de Franco, Orelhão e Passos, no concelho de Mirandela. A vencedora do concurso de exploração foi a Perform 3, empresa que vai dar ao município 2,5% do valor anual da faturação como uma das contrapartidas pela instalação.

José Silvano, presidente da Câmara de Mirandela, explicou à agência Lusa que qualquer habitante da região interessado em investir nas energias renováveis pode aceder ao fundo para o financiamento da parte não comparticipada pelos mecanismos legais já existentes, numa modalidade idêntica a um empréstimo reembolsável, mas sem juros.

“Em vez de ficarmos com o dinheiro, decidimos constituir um fundo com um valor inicial de um milhão de euros, disponibilizado pela empresa [Perform 3], a que acrescerão os 2,5% anuais”, disse o autarca, acrescentando que, em breve, o “fundo pode chegar aos dez milhões de euros”.

Os projetos candidatos ao apoio financeiro podem abranger a modernização de instalações elétricas, bem como a instalação de sistemas de aproveitamento das energias renováveis, entre outros.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório