Mundo

Milionário esconde tesouro e deixa pistas em poema

Inúmeras peças de ouro, esmeraldas, safiras, diamantes e jade chinês fazem parte do tesouro deixado por Forrest Fenn nas montanhas de Santa Fé no Novo México (EUA).
Versão para impressão
Ouro, esmeraldas, safiras, diamantes e jade chinês são algumas das preciosidades que o milionário Forrest Fenn diz ter colocado num tesouro que escondeu nas montanhas de Santa Fé no Novo México (EUA). Para encontrá-las, basta seguir as pistas deixadas num poema escrito por Fenn.

 
Com 24 versos, o poema foi publicado num livro de memórias de Fenn, com o título "Thrill of the chase" ('Emoção da perseguição' em português), e que já foi replicado vezes sem conta na Internet.
 
Embora algumas pessoas acusem Fenn de inventar o tesouro para aumentar as vendas do seu livro, o norte-americano desmente categoricamente essas acusações.
 
“O meu objetivo foi fazer com que as pessoas se levantem do sofá,” escreve Fenn na secção de comentários de um blogue criado para recolher informação sobre o tesouro.
 
O comerciante de arte estima que nos últimos cinco anos 65 mil pessoas já tenham ido a Santa Fé à procura do tesouro, mas até agora nenhum sortudo deu com a forturna. “Estou muito satisfeito com a forma como o livro foi aceite. Muitos já o leram várias vezes em busca de pistas adicionais para os ajudarem na busca”, conta Fenn no mesmo blogue.
 
Uma aventura emocionante, a verdade é que esta aventura já gerou acidentes. Entre lesões e pessoas desaparecidas por algumas horas, o episódio mais dramático prende-se com o desaparecimento de Randy Bilyeu, em Janeiro deste ano, um americano que estaria em busca do tesouro.

O americano de 54 anos ainda não foi encontrado e sabe-se que alugou um barco insuflável para explorar o Rio Grande, no meio das florestas de Santa Fé. Calcula-se que tenha afogado. A história é reportada na revista People.
 


 
Apesar do acidente, Forrest continua motivar futuros aventureiros. “Aplaudo os que se mantém na busca e desfrutam o que a natureza tem para oferecer. O lugar onde deixei o tesouro não é perigoso. Aos 85 anos conseguiria voltar para o recuperar,” garantiu à Associated Press.
 
A seu ver, “qualquer lugar pode ser perigoso se as pessoas violam as regras do senso comum.”
 
Fenn tem ajudado pessoalmente nas buscas do homem desaparecido. De acordo com a AP o milionário usa aviões e helicópteros para sobrevoar as zonas mais remotas de Santa fé na busca por Randy.

Aqui fica o poema de Fenn:

As I have gone alone in there
And with my treasures bold,
I can keep my secret where,
And hint of riches new and old.
 
Begin it where warm waters halt
And take it in the canyon down,
Not far, but too far to walk.
Put in below the home of Brown.
 
From there it’s no place for the meek,
The end is ever drawing nigh;
There’ll be no paddle up your creek,
Just heavy loads and water high.
 
If you’ve been wise and found the blaze,
Look quickly down, your quest to cease,
But tarry scant with marvel gaze,
Just take the chest and go in peace.
 
So why is it that I must go
And leave my trove for all to seek?
The answer I already know,
I’ve done it tired, and now I’m weak.
 
So hear me all and listen good,
Your effort will be worth the cold.
If you are brave and in the wood
I give you title to the gold.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub