Mundo

Menina de cinco anos ajuda a salvar a vida da mãe

Uma menina de cinco anos está a ser considerada uma heroína em Inglaterra depois de ter ajudado a salvar a vida da mãe, que perdeu a consciência enquanto a preparava para a escola.
Versão para impressão
Uma menina de cinco anos está a ser considerada uma heroína em Inglaterra depois de ter ajudado a salvar a vida da mãe, que perdeu a consciência enquanto a preparava para a escola. A pequena Sienna Adderley teve discernimento suficiente para ligar para o número de emergências e pedir ajuda e vai ser homenageada pela polícia local.
 
A mãe de Sienna, Katie, de 32 anos, desmaiou repentinamente na cozinha e começou a ter convulsões. A criança, sozinha em casa com a progenitora e o irmão, de apenas dois anos, lembrou-se do que os pais lhe tinham ensinado e , apesar do choque, ligou imediatamente para os serviços de emergência médica.
 
“Foi assustador, mas o meu pai tinha-me dito que se ela se sentisse mal enquanto ele não estava em casa devia ligar para o número de emergência. Disse-lhes onde vivia e tomei conta do meu irmão. Estava a chorar mas tentei não ter medo”, contou a menina em entrevista ao Daily Mail.
 
Sienna explicou à pessoa que atendeu que não conseguia acordar a mãe e que ela estava caída no chão da cozinha. Como a criança não era capaz de abrir sozinha a porta de casa, a equipa de paramédicos que se dirigiu para o local teve de forçar a entrada, mas graças à bravura da criança, a mãe recebeu assistência atempadamente. 
 
Em declarações ao jornal britânico, Katie explicou que ensinou a filha a ligar para o número de emergência porque já tinha passado por episódios semelhantes anteriormente. Os médicos estão, ainda, a tentar entender as causas, embora suspeitem que a inglesa poderá sofrer de epilpesia.
 
“Sempre encorajámos a Sienna a atuar caso eu me sentisse mal para que ela não ficasse preocupada e soubesse o que fazer. Graças a Deus que ela estava aqui para me ajudar. Não sei o que me poderia ter acontecido se não tivesse recebido tratamento a tempo”, disse a mãe.
 
“Ela foi muito corajosa e estou muito orgulhosa dela. Além de me ajudar a mim, ainda tomou conta do irmão. É a nossa pequena heroína”, elogiou Katie, revelando que a vizinhança se uniu, também, para juntar dinheiro para a substituição da porta, que ficou inutilizada depois da entrada dos paramédicos.
 
Para James Graham, o operador que atendeu a chamada de Sienna, a menina é “fantástica” e “uma super estrela”. “O facto de ela ter telefonado é incrível, mas além de ter pedido ajuda ficou ao telefone enquanto olhava pela mãe e pelo irmão”, recordou, frisando que a menina merece “reconhecimento pela sua ação”.
 
“A Sienna utilizou o número de emergências tal como deve ser utilizado e é um exemplo para todos”, defendeu, encorajando, também, outros pais a ensinar as crianças a pedir ajuda em caso de necessidade desde cedo. “Este incidente mostra o quão vital é ensiná-las a agir numa situação destas”, alertou.

A menina vai, agora, ser distinguida pela polícia de Rubgy, cidade onde reside, com um certificado que lhe será atribuído durante uma cerimónia na escola que frequenta.
 

Notícia sugerida por Maria Pandina e Elsa Martins

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório