Inovação e Tecnologia

Máscara transforma a respiração em eletricidade

Um designer brasileiro desenvolveu uma máscara que transforma a energia gerada pela respiração do utilizador em eletricidade e que é capaz de recarregar pequenos aparelhos eletrónicos.
Versão para impressão
Um designer brasileiro desenvolveu uma máscara que transforma a energia gerada pela respiração do utilizador em eletricidade e que é capaz de recarregar pequenos aparelhos eletrónicos.
 
A “Aire”, criada por João Paulo Lammoglia, insere-se num novo conceito de design. Uma vez que muitos dos “gadgets” que usamos no dia-a-dia consomem muita energia elétrica, grande parte dela proveniente de fontes não renováveis, a máscara em questão poderá trazer muitos benefícios.
 
“A 'Aire' pode ser usada em qualquer situação, ao ar livre ou em lugares fechados. Podemos estar a dormir, a correr ou a ler um livro, por exemplo”, explica o seu criador.

“Além de poupar energia e contribuir para a preservação ambiental, também estimula a prática de exercício físico”, acrescenta Lammoglia. “Aproveitar a energia das atividades humanas e transformá-la em eletricidade é possível e é uma excelente solução para os problemas energéticos”, defende.

 
A máscara, que tem potencial para gerar eletricidade, “24 horas por dia e sete dias por semana”, converte a respiração em energia elétrica graças a pequenas turbinas existentes no seu interior que efetuam a conversão, transferindo a energia, por meio de um cabo, para o dispositivo eletrónico que se pretende carregar.
 
A criação inovadora de Lammoglia tem sido bem acolhida pela crítica e valeu-lhe mesmo, o ano passado, o prémio RedDot Design: Best of the Best 2011.

[Notícia sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório