Cultura

Mais uma obra de Saramago traduzida para chinês

Até ao final de 2012 haverá mais uma obra de José Saramago traduzida para chinês. O lançamento da versão chinesa do romance "Ensaio sobre Lucidez", assinada por um dos mais experientes tradutores chineses de português, está já a ser preparado.
Versão para impressão
Até ao final de 2012 haverá mais uma obra de José Saramago traduzida para chinês. O lançamento da versão chinesa do romance “Ensaio sobre  Lucidez”, assinada por um dos mais experientes tradutores chineses de português, está já a ser preparado.
 
A notícia foi avançada por fonte da editora responsável pela publicação em declarações à agência Lusa. “Ensaio sobre a Lucidez” junta-se, assim, aos livros “Memorial do Convento” e “Ensaio sobre a Cegueira”, ambos também traduzidos para chinês por Fan Weixin.
 
“Ensaio sobre a Lucidez”, publicado em 2004, vai ser lançado pela Thinkingdom Media Group, uma editora privada cujo catálogo inclui trabalhos de Gabriel García Marquez, Murakami Haruki, Toni Morrison e Paulo Coelho. 
 
Além disso, a editora, fundada há uma década, tenciona ainda reeditar “Ensaio sobre a Cegueira” ainda este ano e “Memorial do Convento” em 2013, desvendou a mesma fonte.
 
O tradutor destas obras é Fan Weixin, um jornalista reformado da secção portuguesa da Rádio Internacional da China que integrou a primeira turma de português criada na República Popular da China, em 1960. 
 
Ao longo dos seus 72 anos, Weixin traduziu igualmente mais de uma dezena de obras de outros autores portugueses e brasileiros como Jorge Amado, Erico Veríssimo, Eça de Queiroz e Miguel Torga.
 
José Saramago, único autor de língua portuguesa galardoado com o Prémio Nobel da Literatura, em 1998, esteve na China apenas uma vez, aquando do lançamento da edição chinesa da obra “Memorial do Convento”.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório