Sociedade

Mais cultura e comércio no Terreiro do Paço

NULL
Versão para impressão

A Câmara Municipal de Lisboa e a Associação de Turismo de Lisboa vão desenvolver, na sequência do protocolo celebrado esta sexta-feira com o Governo de Portugal, um projeto de reconversão da Ala Nascente do Terreiro do Paço.

A partir de Junho de 2012, Lisboa contará com novos espaços comerciais, lúdicos e culturais que refletem uma capital vanguardista mas também histórica e autêntica e que dinamizam a vivência da Praça do Comércio e zona oriental da Baixa Pombalina, informa a autarquia em comunicado.

Serão instalados nesta área o “Lisboa Story Centre” (um centro de interpretação dedicado à história de Lisboa), cinco estabelecimentos de restauração e bebidas (uma cervejaria, um restaurante, dois cafés e um bar), uma loja de flores, um food court com um espaço para animação e eventos e WC’s públicos.

Os estabelecimentos de restauração e bebidas, o espaço para animação e eventos, o Torreão Nascente e os WC’s públicos têm inauguração prevista para Junho de 2012.

Por sua vez, o Lisboa Story Centre abrirá as suas portas em Outubro de 2012.  Este equipamento será um “portal” de acesso à cidade e ao seu património, uma plataforma de consolidação de conhecimentos para grupos escolares e um espaço para visitantes mais interessados, que poderão efectuar consultas à sua extensa base de dados.
 
O grande salão situado no Torreão Nascente – onde funcionou, até 1994, a Bolsa de Lisboa – será restaurado e objecto de uma intervenção minimalista, destinada a albergar as novas funções a que se destina: um espaço polivalente, vocacionado para a realização de eventos públicos e privados da mais diversa natureza.

Será, ainda, desenvolvido um projecto de ocupação do espaço público, com instalação de esplanadas equipadas, com um total de 1216 lugares, um espaço dedicado à animação de rua e uma banca de florista.
                                                            
No total, esta operação de reconversão representará um investimento de 10 milhões de euros (7 milhões de euros suportados pela ATL e os restantes 3 milhões pelos concessionários) e está em linha com o estabelecido no Plano Estratégico para o Turismo de Lisboa 2011-2014 (TLx14), no que respeita ao renascer de um ponto de encontro numa Praça Capital: Terreiro do Paço.

Na sequência da intervenção, é criado um pólo comercial e cultural, que à semelhança da Ala Poente do Terreiro do Paço – Pátio da Galé – constitui uma âncora na dinamização da oferta turística da cidade. Em oito meses de existência, o Pátio da Galé, já foi palco de mais de 34 eventos, que ocuparam 132 dias e onde participaram cerca de 143 mil pessoas.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório