Ambiente

Madeira: meio aéreo reflorestará zonas ardidas

O maciço montanhoso central da ilha da Madeira vai ser alvo de uma técnica de reflorestação inédita na região com o lançamento por via aérea de 380 quilos de sementes, de 19 plantas endémicas da região, que repovoarão as áreas ardidas no verão passad
Versão para impressão
O maciço montanhoso central da ilha da Madeira vai ser alvo de uma técnica de reflorestação inédita na região com o lançamento por via aérea de 380 quilos de sementes, de 19 plantas endémicas da região, que repovoarão as áreas ardidas no verão passado.

Manuel António Correia, secretário regional do Ambiente e dos Recursos Naturais, anunciou a medida esta quinta-feira, no viveiro florestal do Santo da Serra, e que deverão ter lugar no próximo sábado até quarta-feira.

As sementes serão lançadas com o apoio do helicóptero “Merlin”, disponibilizado pela Força Aérea, que usará uma máquina para pulverizar as sementes sobre locais praticamente inacessíveis da cordilheira central que divide as encostas norte e sul.

“A partir do meio aéreo lançaremos as sementes nessa cordilheira, numa área de cerca de dois mil hectares e em lugares seleccionados. Nesta altura do ano as sementes têm condições para se fixar e depois crescer. O objetivo é ter essa cordilheira ainda melhor do que tínhamos antes dos incêndios”, explicou o governante madeirense à Lusa.

Os incêndios do último verão devastaram uma grande área da floresta madeirense, incluindo o Parque Ecológico do Funchal, que ficou praticamente destruído. Foi desencadeada com urgência uma ação de limpeza e reflorestação em larga escala devido à sua importância para a segurança da cidade.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub